Poder americano na qualificação para as 3 Horas de Spa

0

 

  • Ford GT40 fazem uso da potência e dominam treinos cronometrados
  • Sol presenteia todos os participantes no Spa Summer Classic
  • Gonçalo Gomes é o melhor português com o Lotus 47

As 3 Horas de Spa, corrida do Iberian Historic Endurance, só começam neste sábado, às 17h55. Mas nesta sexta-feira, as mais de 80 equipas e duas centenas de pilotos tiveram o primeiro contacto com a mítica pista belga. Num dia em que se definiu a grelha de partida, o principal objectivo passou por conhecer melhor o circuito. O maior destaque vai para os dois Ford GT40 que acabaram a sessão de treinos cronometrados nas duas primeiras posições.

O sol brilhou durante todo o dia para celebrar a chegada do Verão. Os mais de 200 pilotos agradeceram a previsibilidade da meteorologia – algo pouco comum nesta região da Bélgica – e já estiveram em pista para o primeiro confronto integrado nas 3 Horas de Spa, uma das principais corridas do Spa Summer Classic, um dos mais eventos de automóveis históricos realizados no continente europeu.

Com mais de oito dezenas de verdadeiras pérolas do desporto automóvel, a competição teve nas duplas anglo-saxónicas de Nolte/Funke e Sautter/Newall, os maiores destaques. Ambas ao volante dos potentes Ford GT40, foram as mais rápidas e dominaram a categoria H65+.

Mas a qualificação não teve no duelo americano o único ponto de interesse. Bem pelo contrário. Com várias estruturas a apresentarem um nível competitivo extremamente elevado, houve verdadeiras batalhas em busca pela melhor posição na grelha de partida do exigente desafio de resistência que se realiza já neste sábado.

A formação inglesa de Brooks/Brooks/Fleming esteve em bom plano com o irresistível TVR Griffith 400, enquanto Ferrão/Szczygiel, com o exclusivo Bizarrini 5300GT, concluíram a sua qualificação com o quarto registo do dia. Todos integrados na categoria H65+, tiveram em Gonçalo Gomes, que partilha a condução do Lotus 47 com James Claridge, o principal rival de outra classe. A dupla luso-britânica obteve o quinto tempo da sessão e garantiu o melhor lugar para a corrida entre os H71.

A segunda formação portuguesa foi de Barbot/Matos, com o Lotus 26R. A formação conseguiu a 16ª marca numa hipotética classificação absoluta e foi quarta entre os H65-, categoria em que Cooke/Dowd se destacaram com o Lotus Elan.

A qualificação realizou-se ao fim do dia, com a noite a conquistar o céu azul, para recriar as condições que pilotos e equipas vão ter pela frente durante a corrida de três horas. A competição ao pôr-do-sol não só proporciona imagens lindíssimas como transforma qualquer despique em pista mais intenso. Em Ford Escort RS2000, Freitas/Ribeiro, que ainda não puderam estrear o Ferrari porque não ficou pronto a tempo, foram os terceiros melhores entre os portugueses. Mas acima ficou o Porsche da família inglesa Head. O sétimo tempo à geral valeu o melhor registo nos H76.

Para Diogo Ferrão, responsável pela organização das 3 Horas de Spa, os dados estão lançados. “Tivemos um primeiro dia em Spa-Francorchamps espectacular. Imensos automóveis lindíssimos em pista, muita competição, um ambiente fabuloso no paddock e o sol a fazer-nos companhia ao longo de toda a jornada, o que só tornou a experiência ainda mais memorável. A qualificação revelou-se extremamente interessante e deixa os dados para uma grande corrida lançados. Acredito que tudo pode acontecer”, explicou.

As 3 Horas de Spa começam às 17h55 (hora em Portugal Continental) e terminam às 20h55.

 

2017-06-24-PHOTO-00000007 2017-06-24-PHOTO-00000010

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.