Maia e Rodrigues vivem experiência inolvidável

0

Seguramente que vai ficar na memória de Bernardo Maia e de Gonçalo Rodrigues esta sua estreia em provas de Montanha, mais propriamente na Rampa da Falperra. Uma prova pontuável para o Campeonato da Europa e na qual também participaram os pilotos do Challenge Desafio Único – 2013.

A dupla do Fiat Punto, com o número 227 nas portas, Maia/Rodrigues, começou com alguma cautela, pois o carro só tinha ficado pronto muito próximo da data da prova e não tinha havido tempo de o testar. Mas o Punto estava no seu melhor, depois de um bom trabalho feito pela Auto Paraíso da Foz. Recordemos que na anterior jornada, o Fiat ficou com muitas "mazelas" depois de um despiste provocado por um toque que lhe foi dado por outro concorrente, no circuito de Braga.

Além de tudo o mais, face à sua idade, tanto Gonçalo Rodrigues como Bernardo Maia, não tiveram hipóteses de reconhecer o traçado da Falperra, ao volante, pois ainda não podem possuir carta de condução. Assim, a sua "aprendizagem" do terreno, foi feita nas subidas de treinos e de prova, o que era manifestamente pouco, face aos mais de 5 quilómetros do percurso.

Mas, tanto Bernardo Maia como Gonçalo Rodrigues, adoraram a experiência. "É a minha primeira prova de Montanha, mas estou a gostar muito. Vai ficar para sempre na minha memória, esta jornada. É espetacular ver o 'mar de gente' que se encontra ao longo do percurso",  palavras de Bernardo Maia, que seguramente também seria proferidas por Gonçalo Rodrigues.

As provas de Rodrigues e Maia, ficaram marcadas pelas melhorias de "cronos", pois sempre que subiam, os tempos iam baixando, e em vários segundos.

No final da prova, a classificação ficou-se por um quinto lugar à geral, entre os carros da FEUP – 2. Mas até poderia ser melhor, caso Gonçalo Rodrigues tivesse alinhado no domingo. Um maior conhecimento do traçado, iria certamente dar hipóteses a uma melhor classificação. Isto porque, nesse dia, Bernardo Maia foi terceiro classificado, na derradeira subida. Gonçalo Rodrigues, como referimos, não fez a sua subida de domingo, devido ao falecimento de um familiar.

No final da jornada, o jovem Bernardo afirmou. "Quero deixar aqui os meus agradecimentos, tanto ao meu Pai como à minha família. Também ao meu colega de equipa, o Gonçalo Rodrigues, como a toda a sua família, por me terem permito esta experiência, que vai ficar para sempre na minha memória. Mas não posso deixar de apresentar aqui, as minhas condolência, ao Gonçalo e a toda família, nesta hora triste e de luto".

A próxima prova é novamente na Montanha, dias 1 e 2 de junho. A Rampa Cidade da Covilhã/Serra da Estrela.

 

bmaia150513
FOTO GTI/Armindo Cerqueira
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.