MartinsSpeed muito activa no 44º Circuito de Vila Real

0

Adormecido desde 2010, o Circuito Automóvel de Vila Real realizou a sua 44ª edição no passado fim-de-semana, recuperado por iniciativa da autarquia local e da APCIVR. Com milhares de fãs presentes, com listas de inscritos de encher o olho e com um traçado muito técnico e exigente, reuniram-se as melhores condições para a realização do principal evento Automobilístico Nacional de Velocidade.

A MartinsSpeed Racing Team não poderia deixar de marcar presença nesta grande festa da sua cidade, à qual respondeu com o triplo desafio: participar no Campeonato Nacional de Velocidade (CNV), no Campeonato Nacional de Clássicos (CNC) e na Legends Cup (LCC). Foram 300 minutos que a equipa esteve com carros em pista, com muita acção, vitórias e histórias para recordar.

Campeonato Nacional de Velocidade (CNV)
 
O Campeonato Nacional de Velocidade reúne este ano os Protótipos, os GT's e os Turismos na mesma prova. São 3 categorias diferentes, mas todas muito apreciadas pelo público, quer seja pela proximidade com as viaturas de sonho – Gt's e Turismos, quer pela rapidez em pista – onde os protótipos lutam pelo record do traçado.
 
A equipa Vila-Realense inscreveu para esta prova dois Seat Leon SuperCopa, com o #99 a pertencer ao Manuel Pedro Fernandes e o #4 a pertencer à duplaJoaquim Teixeira e Joaquim Santos.

Para Manuel Pedro Fernandes, filho do lendário piloto Vila-Realense Manuel Fernandes, esta prova marcou o regresso à competição automóvel após vários anos de ausência. Com uma carreira iniciada em 1992 e marcada pela escola da Formula Ford, o piloto mostrou que apesar da falta de ritmo competitivo "filho de peixe sabe nadar".

Conseguiu ser o mais rápido nos treinos e liderar a primeira parte da 1ª corrida, até à queda da primeira chuva, altura em que circulava com pneus slicks e não conseguiu evitar um toque nas barreiras de protecção. Depois de um longo trabalho de recuperação do carro espanhol para a 2ª corrida, Manuel Pedro Fernandes agarrou a oportunidade e venceu de forma brilhante.
 Para a dupla de sucesso do Circuito da Boavista 2013, que aqui voltou novamente a unir forças, esta foi uma estreia vitoriosa e suada.

Joaquim Santos veio do Campeonato de Autocross, onde lidera com carros de 4 rodas motrizes, para se estrear neste traçado. Já Joaquim Teixeira, piloto do Campeonato Nacional de Montanha, campeão da modalidade em 2011, "desceu" aos circuitos para brindar o seu público. Foram dois dias com sortes diferentes. Naprimeira corrida, no sábado, tudo correu dentro da normalidade, com a dupla a rodar num bom ritmo e a ter a estrelinha da sorte do seu lado, conseguindo a vitóriana categoria. Já no domingo, na segunda corrida, uma saída de estrada de Joaquim Santos, devido ao sobreaquecimento dos travões, obrigou à desistência.
 
Campeonato Nacional de Clássicos (CNC) 
 
O Campeonato Nacional de Clássicos é uma das competições mais apreciadas pelo público, com automóveis clássicos levados ao limite da preparação técnica, que proporcionam grandes momentos de espectáculo de puro "power and control". Divide-se em categorias de cilindradas, acima e abaixo dos 1300 cm3, e também em categorias etárias H65, H71, H75 e H81.

 A participar pela primeira vez neste Campeonato, na Categoria H71, esteve Luís Martins, com o novíssimo Ford Escort RS #124.

Há muito que a equipa pensava em estrear o lendário Ford, todo ele construído de raiz nas oficinas da equipa, pelas mãos de Victor Martins (Pai) e este foi o momento escolhido. Um projecto que ainda tem muito a explorar e que neste circuito deu os primeiros passos, mostrou desce cedo grande competitividade.

Sem treinos livres disponíveis, o piloto Transmontano entrou directamente para os cronometrados com um "brinde" do S. Pedro, começou a chover mal o sinal verde deu inicio à sessão. Apesar das más condições e de nunca ter pilotado o Escort à chuva, Luís conseguiu um fantástico 6º lugar sem montar pneus de chuva, num lote de 34 pilotos.

A arrancar da 3ª linha, Martins escapou à confusão da primeira volta e impôs um excelente ritmo na primeira prova, que o permitiu concluiu em 4º lugar. Já a segunda corrida e depois das primeiras alterações do "setup", as expectativas eram grandes, no entanto, logo no arranque a caixa de velocidades ficou encravada e obrigou o piloto a desistir. Apesar do azar, fica o balanço muito positivo desta estreia.

Legends Cup (LCC).

Legends Cup é o campeonato de 'pré-clássicos', que traz de volta ao circuitos algumas das grandes máquinas que estiveram presentes nos anos 80, tanto em Grupo A como Grupo N, muitas ainda na memória das actuais gerações.
 Inscrito com o Toyota Carina E #108 esteve ainda Adolfo Matos. Natural do Peso da Régua e sem experiência competitiva, o único objectivo para o Piloto era participar e sentir esta grande festa do desporto motorizado. Ao longo de todo o fim-de-semana, o Piloto registou uma boa evolução, com os tempos sempre a melhorarem (-13seg dos treinos para a 2ª corrida). Sem arriscar e com o único objectivo de se adaptar ao traçado, Adolfo terminou os treinos em 18º. Com o primeiro degrau alcançado, o desafio para a primeira prova era terminar e melhorar a classificação. Objectivos traçados e superados pelo piloto Reguense, ao alcançar o 16ºlugar na primeira prova e o 10ºlugar na segunda prova. 
 
Um fim-de-semana muito preenchido e emotivo para a equipa MartinsSpeed. 
 
Luís Martins, Director da Equipa e Piloto: "Em primeiro lugar quero agradecer a todos os elementos da minha equipa, que estiveram incansáveis durante este evento.
Participar aqui, na Capital do Automobilismo, tem sempre um significado especial para mim e estou muito contente por termos reunido um excelente grupo de Pilotos. Felicito-os a todos! Alcançaram excelentes prestações e contribuíram positivamente para esta 44ª edição do Circuito de Vila Real. 

Obrigado ao meu Pai por me ter confiado o Ford Escort, um carro que adorei conduzir.
Quero ainda dar os parabéns às várias entidades que estiveram envolvidas na Organização do Circuito, porque foi um grande evento!"

A MartinsSpeed Racing Team regressa à estrada no próximo dia 5 e 6 Julho, na Rampa de Murça, a 4ª etapa do Campeonato de Portugal de Montanha.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.