Duelos em pista animaram arranque de temporada no Estoril

0

Com mais de 70 viaturas nos três Campeonatos de Portugal de Velocidade promovidos pela ANPAC, o Estoril Racing Kickoff marcou um arranque promissor para a temporada da Velocidade nacional.

A época da Velocidade nacional abriu oficialmente com o Estoril Racing Kickoff, um evento organizado em parceria pela ANPAC, Motor Sponsor, P21 Motorsport e ACDME. O emblemático Circuito do Estoril teve animação dentro e fora de pista, já que o paddock recebeu milhares de pessoas ao longo dos dois dias do evento, que aproveitaram espaços como a zona de restauração, a Zona Kids – com insufláveis e trampolins para os mais novos – e um área de exposição de Clássicos e modelos Mercedes-Benz.

Nos Campeonatos de Portugal promovidos pela ANPAC, o CPV Legends apresentou um número recorde de 42 inscritos, com as corridas deste domingo a mostrarem uma grelha ímpar em Portugal, pela diversidade de modelos de diferentes eras da competição automóvel. O consagrado Luís Barros impôs, com naturalidade, os argumentos do Ford Sierra RS 500 nas duas corridas, mas a Corrida 2 teve um duelo ao ‘photo finish’ pelo 2.º lugar: o BMW de Manuel Fernandes e Hugo Mestre cortou a meta com 0,005s (!) de vantagem sobre o Volvo de Filipe Matias e Rodrigo Macedo. Hélder Moura (Volvo S60 Challenge) foi o 4.º da geral e da categoria Super Trophy na Corrida 1.

João Luís ganhou as duas corridas da categoria Trophy, ao volante do exótico Renault Spider, com Luís Império a levar o BMW 320is ao 2.º lugar. Na categoria Super Extra, Marcos Oliveira venceu a Corrida 1 com o Westfield, mas na Corrida 2 foi o Honda S2000 de André Tavares e Miguel Mota a triunfar. António Barros (BMW M3) esteve em bom plano nos L99 e José Miguel Almeida triunfou nos L99-2000 na Corrida 1, no Honda Integra Type-R, antes de João Sousa brilhar na Corrida 2, com o Integra Type-R que partilhou com Tiago Montes.

Na categoria Super Turismos, Eleutério Duarte começou a ganhar com o Renault Clio RS, mas Rui Gonçalves foi o mais forte na Corrida 2, ao volante do Honda Civic Type-R. O lendário modelo japonês é a ‘arma’ da Civic Atomic Cup, que teve seis carros na primeira prova do novo troféu promovido pela Motor Sponsor.

O jovem André Monteiro esteve em destaque nos L99-1600, principalmente na Corrida 2, onde foi 7.º da geral com o Citroën Saxo VTS. Outro jovem talento vindo do Ralicross é Gonçalo Novo (Peugeot 106 GTI), que se estreou com dois pódios dos L99-1600, logo seguido por Duarte Trindade (Citroën Saxo Cup). António Conceição e o Mercedes 190 2.3 venceram a Corrida 1 dos L90, mas Daniel e Nuno Pereira levaram o Honda Civic ao triunfo na Corrida 2.

Emoções fortes nos Clássicos e 1300

Com várias equipas ainda a ultimarem os seus projetos para 2022, os Campeonatos de Portugal de Velocidade Clássicos e 1300 arrancaram com grelhas em crescimento, mas as corridas no Estoril foram recheadas de lutas emocionantes.

No CPV Clássicos, João Macedo Silva esteve irrepreensível e dominou as duas corridas com o Porsche 911 RSR, mas Joaquim Jorge e Rui Costa protagonizaram um espetacular duelo na Corrida 1, com os Ford Escort RS. O bracarense passou para a frente de Joaquim Jorge na penúltima volta, mas este respondeu nos últimos metros da corrida e usou o ‘cone de ar’ para terminar na frente de Rui Costa… por 0,033s! O regressado Rui Alves (Ford Escort RS) terminou logo atrás na Corrida 1, mas um incidente na primeira curva da Corrida 2 deixou o piloto da Trofa de fora, num momento que também afetou Rui Costa, António Soares (Ford Escort RS) e Artur Monteiro, que se estreava com o Ford Escort de Grupo 5.

Os Escort de João Cruz e do estreante João Novo Jr. protagonizaram duelos intensos no Estoril, em ambos os casos favoráveis a João Cruz, mas com o jovem campeão nacional de Ralicross, de apenas 19 anos, a mostrar um enorme potencial. Luís Liberal (Ford Escort RS 2000) ganhou as duas corridas no Grupo 1, na frente do Porsche 924 de Miguel Sardo e Paulo Frazão. Pedro Ferreira e Carlos Fernandes venceram as duas corridas nos H81, com o BMW 323i, logo seguidos por Pedro Poças no Porsche 924.

O CPV 1300 teve quase duas dezenas de inscritos para a primeira prova do ano, com o campeão em título João Braga a começar a época da melhor forma. O piloto do Datsun 1200 ganhou as duas corridas e na segunda teve um duelo emocionante com José Fafiães, cujo Datsun acabou por ter problemas mecânicos quando liderava. Pedro Barbosa, noutro Datsun 1200, conseguiu dois pódios nos H75.

O pelotão dos Fiat Punto 85 do Desafio ANPAC foi liderado por Manuel Fernandes, na frente de Tiago Silva e Jorge Silva na Corrida 1, e de David Vieira na Corrida 2. Pedro Pimenta (Peugeot 106) recuperou várias posições na Corrida 2 para vencer entre os Legends, depois de Ricardo Ferrão ter triunfado com o Opel Corsa na Corrida 1. Cândido Monteiro (Datsun 1200) foi o mais forte nos H71, na frente da dupla Carlos Maciel / Carlos Aniceto (Morris Cooper) e de Veloso Amaral / Miguel Barata (Datsun 1000). Mais azarado, Tiago Fino Vitorino foi obrigado a abandonar com problemas no Mini 1275 GT na Corrida 1.
Os campeonatos da ANPAC rumam agora ao mítico Circuito de Vila Real, de 1 a 3 de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.