Ramos e Chaves conseguem o título em Valencia

0

Um ano depois de conseguirem o título no GT Open International, Miguel Ramos e Henrique Chaves conseguem um novo título em 2021, desta feita o da Pro-AM na Sprint Cup da Fanatec GT World Challenge.

Um fim de semana fantástico para a dupla Portuguesa da Barwell Motorsport em Valencia, traz novo título nos GT’s para Portugal.

Os pilotos do Lamborghini #77 podiam ter decidido as contas a seu favor logo na Race 1 disputada esta manhã. No entanto depois do excelente trabalho de Ramos na primeira parte da corrida, uma inesperada luta de Chaves com o Ferrari de Bertolini, na segunda metade, não permitiu que os Portugueses festejassem logo na manhã deste domingo. Chaves tentou passar Bertolini inúmeras vezes ao longo do seu stint, mas este manteve-se irrepreensível e ainda que mais lento no miolo do Circuito, o Ferrari tinha muito mais motor e não foi possível o Lamborghini ganhar o primeiro lugar.

Para a Race 2 o objetivo era apenas um, terminar. Estrategicamente o manter-se em pista e longe de qualquer confusão que colocasse em perigo o terminar, era o espírito com que a dupla do Lamborghini #77 partiu para a corrida desta tarde. Se este era o objetivo, foi isso mesmo o que Ramos e Chaves conseguiram esta tarde com o terceiro lugar no final da prova e com este resultado, atingirem o tão desejado título na Pro-Am da Sprint Cup.

“Estamos muito contentes. É o culminar duma época na qual tínhamos perfeitamente identificado este objetivo. Neste fim de semana e ainda que tivéssemos uma vantagem considerável, sabíamos que nas corridas nada está garantido e para vencer há que em primeiro lugar terminar. Podíamos ter conseguido fechar as contas ainda esta manhã, mas foi impossível passar o Ferrari do Bertolini. Ainda que mais lento, ele conseguiu segurar o Henrique de forma muito correta e ainda que este tenha tentado tudo, foi impossível passar. Já na segunda desta tarde, o nosso pensamento era terminar, pois dessa forma garantíamos o título. Foi muito difícil mantermo-nos longe das escaramuças e tivemos de fazer uma corrida com muita inteligência, pois não podíamos correr riscos desnecessários. No meu stint, segurei o carro na ponta dos dedos e com o único objetivo de o trazer até ao fim. Por agora está feito, é desfrutar este título e daqui a quinze dias fechar a época com uma corrida de Endurance em Barcelona”.

A Sprint Cup terminou, mas para o fecho da Endurance Cup na Fanatec GT World Challenge Europe, está agendado para o fim de semana de 8 a 10 de outubro, o evento denominado “Festival de la Velocidad”, em concreto serão as 3 horas de Barcelona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.