GT3 Cup com uma grelha de 20 carros no Estoril

0

Promotor do troféu confessa-se tranquilo em relação ao comportamento dos pilotos em pista, mas diz que “terá de ser melhor que o de Verstappen e de Hamilton na F.1”

A terceira jornada da GT3 Cup, no próximo fim de semana (25/26 setembro), na pista do Estoril, marca o início da segunda metade da época e com ela chega a hora das grandes decisões em termos de definição da tabela classificativa. Haverá duas novidades: na grelha estarão 20 carros, que é a lotação máxima do troféu, e a versão da pista a utilizar inclui a curva do tanque, em detrimento da chicane.

Se há quem esteja disposto a arriscar tudo para recuperar pontos perdidos, também não falta quem prefira manter a regularidade… sem perder de vista a ocasião de discutir as posições do pódio. Enquanto isso, o promotor da competição, José Monroy, diz-se satisfeito com o êxito competitivo deste troféu monomarca dos Porsche 911 GT3 Cup e confia no desportivismo dos pilotos.

“O comportamento dos pilotos em pista não é algo que seja uma preocupação para mim, mas sempre direi que terá de ser melhor que o do Max Verstappen e do Lewis Hamilton na Fórmula 1! De resto, não deixarei de chamar a atenção aos da GT3 Cup caso aconteça alguma situação que me desagrade…”, sublinha o manager da P21 Motorsport.

Líder da categoria PRO, José Rodrigues, com 14 pontos de vantagem sobre o segundo classificado (Carlos Vieira), prefere fazer contas apenas no final do ano. “Continuarei a lutar para ser um dos mais rápidos, como sempre fiz na minha carreira, sem gerir nada. A pontuação é que diz que sou candidato, mas eu apenas procuro, corrida a corrida, somar o máximo de pontos. Quanto ao resto, depois vê-se…”. Um discurso bastante diferente é o de Carlos Vieira: “Acredito que não terei mais problemas no meu carro e estarei lá para ganhar todas as corridas que restam. Essa é a única estratégia possível para tentar vencer este troféu”. Francisco Carvalho, já com 19 pontos a menos face ao primeiro e a apenas 5 do segundo lugar, não hesita: “O meu objetivo para o Estoril será ganhar, se não for viável tentarei conquistar o melhor resultado possível e sempre a pensar no pódio, de modo a segurar o meu atual terceiro lugar, mas gostaria de repetir a vitória de Braga…”.

Embora menos experiente que os três primeiros classificados da sua categoria, o jovem Vasco Barros nem por isso tem deixado de mostrar o seu valor: “Penso apenas em… andar para a frente, prosseguir a minha adaptação ao carro e, também, espero que os adversários sejam mais corretos em pista, de modo a evitar acidentes como aqueles em que já me vi envolvido. Vou fazer tudo para me manter nos lugares da frente!”, disse o piloto da equipa VLB Racing.

Na categoria GD, Jorge Areias (101 pontos) tem dominado frente a João Vieira (90), mas depois de ficar uma vez a zero (acidente) em Portimão, pensa de forma diferente… “A partir de agora tenho que pensar mais no meu campeonato e, se calhar, não tanto na geral como fazia antes”. Vieira, o seu adversário direto, mostra-se conformado: “Até ao final, sinceramente, não tenho grandes aspirações além do 2º lugar, atendendo a que o meu rival foi mal inscrito a nível de categoria, ao ser admitido na GD e, portanto, logo à partida deixei de ter hipóteses. Mas já fico contente em participar no troféu e quero manter a minha classificação”. José Oliveira (71 pontos), o terceiro classificado, pensa apenas em continuar a evoluir: “Encaro as próximas corridas com entusiasmo e motivação. Os resultados, cada vez melhores, vão aparecendo, fruto de uma evolução constante e de um maior conhecimento do carro”.

Os irmãos Rocha, Luís e Diogo, têm sido os grandes “senhores” da categoria AM, registando-se entre ambos uma diferença de 3 pontos, favorável ao primeiro. A partir desta jornada, no Estoril, e até final da época, deixam de partilhar o Porsche 911 GT3 Cup. “Alinhando cada um no seu carro estaremos mais à-vontade, a nível de tempo em pista. Despique familiar? Não, nem falamos nisso, estamos cá apenas para nos divertir de forma saudável”, sublinha Luís, enquanto Diogo alinha pelo mesmo discurso: “Assunto de família? Não, assunto dentro da pista. Vai ser uma boa diversão e que ganhe o melhor”. O duelo entre os Rocha poderá ter o progenitor como… árbitro, se dissermos que o pai José da Silva [Rocha] regressa à GT3 Cup, depois da estreia na jornada anterior, em Portimão. Mousinho Esteves, o terceiro classificado da categoria AM, não pensa em pontos: “Pretendo apenas dar continuidade ao meu processo de evolução iniciado na primeira corrida e o objetivo na pista do Estoril é ser o mais competitivo possível, independentemente da classificação”.

PROGRAMA

Sábado (dia 25)
09:50 – Treinos Livres 1 (20’)
13:00 – Treinos Livres 2 (20’)
15:20/15:40 – Qualificação 1 (20’)
17:15/17:35 – Qualificação 2 (20’)

Domingo (dia 26)
10:10 – Corrida 1 (15 voltas)
14h15 – Corrida 2 (15 voltas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.