Pirelli faz a antevisão do G.P. de Inglaterra em F1

0
  • Estreia das corridas ao sprint com a Pirelli como Naming Sponsor

Será feita história na Fórmula 1, no próximo fim de semana, em Silverstone, com a Pirelli como Naming Sponsor. Pela primeira vez, será realizada uma corrida ao sprint para determinar a formação da grelha de partida de domingo. Os compostos escolhidos são os mesmos do ano passado: C1 como duros, C2 como médios e C3 como macios. Os compostos mais duros foram escolhidos para responder às famosas exigências do circuito, que colocam pressão energética nos pneus.

As alocações são diferentes para os fins de semana que com qualificação em formato de sprint. Haverá 12 conjuntos de pneus P Zero slick (em vez de 13): dois conjuntos de duros, quatro conjuntos de médios e seis conjuntos de macios. Além disso, serão alocados também até seis conjuntos de intermédios (Cinturato Green) e três conjuntos para chuva (Cinturato Blue).

Na qualificação de sexta-feira, apenas poderá ser utilizado o pneu macio, mas não haverá a obrigação de começar o Grande Prémio com o pneu utilizado para marcar o tempo mais rápido na Q2. Na corrida ao sprint de sábado, os pilotos terão liberdade para escolher os pneus, sem que existe a obrigatoriedade de realizar uma paragem nas boxes. As regras dos pneus para o Grande Prémio de Domingo permanecem inalteradas, apesar de cada piloto ter a liberdade de escolher os pneus para o início da corrida.

A nova construção traseira, que foi testada durante os treinos livres na Áustria, fará a sua estreia na corrida de Silverstone. Estes pneus traseiros, com uma estrutura mais robusta mas sem peso extra e com alguns dos elementos já previstos para os pneus de 18 polegadas do próximo ano, serão utilizados a partir de agora até ao final da temporada.

CARACTERÍSTICAS DO CIRCUITO

Silverstone é conhecido como um circuito de alta velocidade e de alta energia. As famosas curvas Maggots e Becketts, em particular, impõem grandes forças aos pneus, causadas pelo pico de aceleração lateral superior a 5g.
O Grande Prémio da Grã-Bretanha do ano passado foi vencido com uma estratégia de uma paragem (médios-duros): a mesma tática utilizada pelos três finalistas do pódio (embora Max Verstappen, que terminou no segundo posto, tenha feito uma paragem tardia para equipar pneus macios e conquistar o ponto extra para a volta mais rápida) .

FÓRMULA 2: O QUE ESPERAR

“Há muitas novidades para este Grande Prémio em Silverstone: em primeiro lugar, a introdução da qualificação em formato de corrida ao sprint, a primeira das três corridas deste ano, que irá alterar completamente a dinâmica e o ritmo do fim de semana, além de ter um importante efeito na forma como os pneus são utilizados. As diferentes formas como as equipas interpretam estes novos regulamentos e os aproveitam ao máximo vai ser fascinante de ver. Também estamos a apresentar a nova construção de pneus traseiros que foi testada com sucesso na Áustria, com feedback positivo. Quanto a Silverstone, continua a ser um dos maiores testes do ano para os pneus, graças a todas as suas curvas rápidas, o que significa que algum grau de gestão dos pneus é sempre essencial. Outro fator chave é, claro, o clima britânico, que é notoriamente instável nesta altura do ano.”

MARIO ISOLA – RESPONSÁVEL PIRELLI NA F1

“Há muitas novidades para este Grande Prémio em Silverstone: em primeiro lugar, a introdução da qualificação em formato de corrida ao sprint, a primeira das três corridas deste ano, que irá alterar completamente a dinâmica e o ritmo do fim de semana, além de ter um importante efeito na forma como os pneus são utilizados. As diferentes formas como as equipas interpretam estes novos regulamentos e os aproveitam ao máximo vai ser fascinante de ver. Também estamos a apresentar a nova construção de pneus traseiros que foi testada com sucesso na Áustria, com feedback positivo. Quanto a Silverstone, continua a ser um dos maiores testes do ano para os pneus, graças a todas as suas curvas rápidas, o que significa que algum grau de gestão dos pneus é sempre essencial. Outro fator chave é, claro, o clima britânico, que é notoriamente instável nesta altura do ano.”

OUTRAS INFORMAÇÕES PIRELLI

O Rali da Estónia será realizado no mesmo fim de semana do em gravilha suave e rápida: um contraste com as estradas acidentadas do Safari Rally.

A ronda mais recente do GT World Challenge decorreu na Itália, há duas semanas, em Misano, com a Pirelli a fornecer os seus pneus P Zero para os competidores das categorias GT3 e GT2.

A épica prova Pikes Peak hillclimb, no Colorado, foi vencida por Robin Shute num protótipo Wolf, equipado com pneus P Zero hillclimb da Pirelli: projetado para fornecer aderência instantânea mesmo a baixas temperaturas.

O programa de testes dos pneus slick de Fórmula 1 de 18 polegadas da Pirelli, para a época de 2022, continuou após o Grande Prémio da Áustria, com dois dias de testes no Red Bull Ring, com a AlphaTauri. Pierre Gasly e Yuki Tsunoda conduziram alternadamente nos dois dias de testes.

Após o Grande Prémio de Silverstone, a Red Bull (dia um), Aston Martin e Haas (dias um e dois) permanecerão na pista para outro teste aos pneus de 18 polegadas, de 20 a 21 de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.