Safari Rally está de regresso ao Mundial de Ralis

0
  • O icónico Safari Rally regressa ao calendário do WRC após uma ausência de quase 20 anos
  • As estradas acidentadas e rochosas serão verdeiros testes para os pilotos, carros e pneus
  • As condição meteorológicas podem transformar progressivamente as condições dos traçados

Um dos eventos mais lendários do automobilismo, o Safari Rally do Quénia está de regresso ao Campeonato Mundial de Rali da FIA, pela primeira vez desde 2002. A Pirelli equipará todos os carros da categoria superior com os seus pneus Scorpion KX (gravilha) para aquele que, muito provavelmente, pode ser o rali mais exigente da temporada.

PNEUS PIRELLI NO QUÉNIA

Scorpion KX: o pneu para gravilha da Pirelli contará com os compostos duro e macio. O composto mais duro será a primeira escolha, tendo sido projetado para lidar com as superfícies mais abrasivas e oferecer durabilidade nas etapas mais longos. O macio será uma alternativa para proporcionar mais aderência, não só em estradas com a superfície molhada, mas também em condições de areia e gravilha solta, especialmente durante a primeira passagem nas etapas. Em ambos os compostos, o pneu apresenta um reforço adicional, especialmente na parede lateral, que garante proteção contra cortes e lacerações.

Scorpion K: o pneu para gravilha da Pirelli para carros RC2, reforçado para responder aos desafios do Quénia e com muitas das características do KX que serão equipados nos carros de topo.

Citação Pirelli

Terenzio Testoni, responsável pelas atividades de rali: “Estamos entusiasmados com este regresso do Campeonato Mundial de Rali a África. Como empresa, a Pirelli tem muita experiência no Quénia, tendo vencido muitas vezes, no passado, com ótimos pilotos, este que sempre foi um desafio técnico considerável. Como é óbvio, o evento moderno não percorrerá as grandes distâncias de antigamente, mas ainda podemos esperar uma superfície áspera e abrasiva, bem como secções longas com altas velocidades, que serão um teste ao desempenho dos nossos produtos. Também sabemos como as coisas podem mudar com o clima, pelo que a forma como as equipas e os pilotos fazem a gestão da alocação limitada de pneus macios poderá ser um elemento importante.”

PIRELLI EM NÚMEROS

A Pirelli vais transportar cerca de 1350 pneus para o Quénia, dos quais cerca de 450 estão destinados para a classe superior.

Cada um dos pilotos do WRC poderá utilizar até 28 pneus durante o rali, com uma alocação separada de quatro pneus por shakedown. Para o rali, cada carro tem uma alocação total de:

28 Scorpion KX Duros

8 Scorpion KX Macio

A Pirelli também fornecerá 900 pneus para os outros carros com tração nas quatro rodas do evento, incluindo os inscritos no WRC 2 e WRC 3:

26 Scorpion K4A Duros

8 Scorpion K6A Macios

Uma vez mais, haverá uma alocação separada de quatro pneus por shakedown

O NÚMERO GRANDE: 2002

Foi a última vez que assistimos ao Safari Rally. Nesse ano, a Pirelli conquistou a vitória com Colin McRae e o Ford Focus WRC. Foi a terceira vitória de McRae no evento, e a sua segunda com a Pirelli. A espetacular vitória de Scot no Safari de 1997, com a Subaru, foi a 100ª vitória da Pirelli no WRC.

A IMPORTÂNCIA DE UMA BOA ESTRATÉGIA DE PNEUS

Normalmente, as etapas no Quénia são secos e com muito pó à mistura, mas a chuva forte pode transformar totalmente algumas seções em poças de lama profundas. Isso pode criar um grande contraste no que às condições diz respeita numa mesma etapa, tornando a escolha do pneu um elemento vital, mas também uma decisão complicada. No passado, um dos segredos para a vitória no Quénia passava por evitar furos – e essa deve ser uma estratégia que deverá valer também para este evento.

A NÃO PERDER DE VISTA

Modificações dos carros. Os clássicos snorkels e as barras de proteção do passado não devem voltar a figurar neste regresso do WRC ao Safari, mas as equipas vão procurar fortalecer os seus carros o máximo possível, num claro sinal sobre a exigência das etapas em comparação com as de outros eventos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.