Júnior Racing Team coleciona mais cinco pódios em Viana do Castelo

0
  • Equipa sedeada no Porto voltou a vencer no Rotax Max Challenge Portugal

A Júnior Racing Team voltou a vencer na categoria Micro-Max e colecionou mais quatro pódios em outras categorias na segunda prova do Rotax Max Challenge Portugal, cujos vencedores ficam apurados para o ‘Mundial’ da especialidade, competição que reúne 360 pilotos de 60 países e que este ano será disputada entre 11 e 18 de dezembro, no Circuito Internacional do Bahrain, localizado ao lado do famoso circuito de Fórmula 1, em Sakhir.

Depois de ter iniciado da melhor forma a edição 2021 do Rotax Max Challenge Portugal, no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, onde conquistou o lugar mais alto do pódio na categoria-rainha – a Sénior Max –, e impôs-se também nas categorias Júnior e Micro-Max, lutando ainda pela vitória na Mini-Max, a Júnior Racing Team colecionou mais uma ‘mão cheia’ de pódios, na segunda prova, realizada no Kartódromo de Viana do Castelo, somando assim pontos importantes em praticamente todas as categorias para as contas do campeonato.

A equipa sedeada no Porto – mas constituída por elementos de todo o País, incluindo da Região Autónoma da Madeira – voltou a vencer na Micro-Max, através de João Maria Pereira, categoria em que colocou mais um dos seus pilotos no terceiro lugar do pódio, nomeadamente Afonso Lopes.

Na categoria Júnior, Rodrigo Vilaça e Pedro Cachada garantiram os segundos e terceiro lugares, respetivamente, enquanto o ‘rookie’ Leandre Carvalho, que veio da Madeira para conhecer uma nova pista, prosseguiu a sua evolução e foi 9.º classificado. Na categoria Mini-Max, mais um pódio para a Júnior Racing Team, através do madeirense Martim Meneses, apesar de ter tido problemas de carburação durante todo o fim de semana.

Diogo Marujo – que na primeira jornada bateu toda a concorrência na Final 2, o que lhe permitiu festejar a sua primeira vitória na categoria-rainha, a Sénior Max, e logo na sua prova de estreia –, em Viana do Castelo ficou a 68 milésimos de segundo (!) de conquistar a pole-position entre 21 concorrentes e depois garantiu a 3.ª posição na Final 1. Contudo, o piloto de Mafra foi forçado a abandonar na Final 2 e na Final 3 sofreu uma penalização, que o relegou para a 15.º lugar, sendo assim 10.º classificado na prova minhota.

Rui Silva fez a sua segunda prova no Rotax Max Challenge Portugal e logo na exigente categoria DD2, cujos karts estão equipados com caixa de velocidades, e mostrou a sua evolução ao ser 8.º classificado. “Com cinco pódios e ver todos os nossos pilotos a evoluir só posso estar naturalmente satisfeito”, sublinhou Mário Almeida, chefe da equipa Júnior Racing Team.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.