Félix da Costa com fim-de-semana para esquecer em Valência

0

Teve lugar este fim-de-semana, em Valência, a 5ª e 6ª provas da temporada 2021 do Campeonato Mundial de Fórmula E. António Félix da Costa efetuou a pole position para a corrida de Sábado, liderou toda a corrida até à última volta, perdendo de forma inglória uma vitória que parecia certa. Já na corrida de hoje, quando lutava pelos lugares pontuáveis, novo infortúnio, com o piloto luso a ser penalizado com um “drive through”, perdendo qualquer chance de pontuar.

De facto há fins de semana para esquecer e este é sem dúvida um que António Félix da Costa quererá certamente virar a página. O piloto da DS Techeetah tinha todas as condições para ter saído de Valência com muitos pontos para as contas do campeonato, mas a sorte não quis nada com o piloto de 29 anos.

As coisas até começaram bem para António Félix da Costa, ele que alcançou a pole position para a corrida de Sábado, mostrando que estava em Valência ao ataque e pronto a lutar pela vitória. Na corrida, o piloto Português esteve em grande nível, com a pista molhada, AFC dominou desde o arranque, mas com três entradas de safety car, a organização retirou, como habitual, energia a todos os pilotos, sendo que no último safety car essa retirada de energia fez com que quase todo o pelotão ficasse sem energia disponível para terminar a corrida, com AFC a ver escapar-lhe uma vitória já nos metros finais, de uma forma inglória. Mencionar que apenas oito pilotos terminaram a prova, facto que mostra bem a incoerência da decisão da FIA e do diretor de prova.

Já hoje teve lugar nova corrida, com Félix da Costa a largar da 12ª posição, iniciando desde logo a sua recuperação até ao 7º lugar, mas uma vez mais algo insólito viria a passar-se com a corrida do piloto luso. Quando AFC procurava ativar o seu segundo attack mode, por razões desconhecidas, a ativação não funcionou, com o Português a perder várias posições na tentativa de reativar o sistema no seu carro. Quando tudo parecia correr ao contrário eis que a direção de prova penaliza AFC com um “drive through”, por não ter ativado o attack mode, sendo novamente uma medida que deixou mutas dúvidas, visto que AFC não ativou o attack mode pura e simplesmente porque o mesmo não funcionou.

António Félix da Costa: “Há fins de semana que nada corre bem e este foi talvez dos piores da minha carreira nesse aspeto, principalmente com coisas que não estavam no meu controlo. No Sábado foi duro perder a vitória daquela forma, à qual prefiro honestamente não comentar… Já hoje novo episódio, fui penalizado por não ter acionado um attack mode, ao qual tentei por diversas vezes mas o sistema não entrava. Enfim, é difícil encontrar palavras para descrever o sentimento que saio de Valência, é bastante frustrante na verdade. Resta-nos levantar a cabeça, temos um bom carro, estamos rápidos e há que continuar a trabalhar com a equipa para voltar aos bons resultados já na próxima corrida no Mónaco.”

O vencedor da corrida de ontem em Valência foi Nyck de Vries, que herdou a vitória que parecia ser certa para Félix da Costa. Já hoje foi Jack Dennis a vencer, ele que dominou da priimeira à última volta. A próxima prova da Fórmula E tem lugar no Mónaco, no dia 8 de Maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.