Toyota Gazoo Racing estreia hipercarro GR010 Hybrid em Spa Francorchamps

0

A 1 de maio, a TOYOTA GAZOO Racing inicia uma nova era, com o seu hipercarro GR010 HYBRID nas 6 horas de Spa-Francorchamps na Bélgica, a primeira prova do Campeonato Mundial de Resistência de 2021 da FIA, o WEC (World Endurance Championship). Um campeonato dominado pela emblemática prova de resistência as 24 horas de Le Mans.

Sucessor do lendário período do Grupo C dos anos 80 e 90, a espetacular era do LMP1 chegou ao fim, chegando agora a geração dos hipercarros de Le Mans.

Campeão Mundial e tricampeão de Le Mans, a TOYOTA GAZOO Racing é o primeiro fabricante da grelha de hipercarros em 2021, ao lado da Scuderia Cameron Glickenhaus, com a Audi, Ferrari, Peugeot e Porsche a confirmarem a sua entrada na competição nos próximos anos.

Após um intenso programa de testes pré-época que passou por Portugal, mais precisamente pelo Autódromo Internacional do Algarve em Portimão, o novíssimo hipercarro GR010 HYBRID está pronto para a sua estreia em corrida. Com a equipa de pilotos inalterada, a Toyota procura defender os seus títulos mundiais e ganhar, pela quarta vez consecutiva, as míticas 24 horas de Le Mans.

Pela quarta época, os campeões mundiais Mike Conway, Kamui Kobayashi e José María López partilham o GR010 HYBRID #7, enquanto que os vencedores de Le Mans do ano passado, Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima e Brendon Hartley partilham os comandos do GR010 HYBRID #8.

Apesar dos milhares de quilómetros de testes, já completos em três circuitos diferentes desde que o GR010 HYBRID rodou pela primeira vez em outubro do ano passado, a etapa final de preparação para o circuito de Spa ainda está para vir, com um Prólogo de dois dias no lendário circuito belga nos dias 26-27 de abril.

Será a primeira vez que o Toyota GR010 HYBRID estará na pista com carros rivais, dando à equipa e aos pilotos, uma importante oportunidade para avaliar o novo carro contra os seus principais concorrentes, da Scuderia Cameron Glickenhaus e Alpine.

O GR010 HYBRID apresenta um motor elétrico na dianteira, que fornece 272cv de potência híbrida e tração às quatro rodas a velocidades superiores a 120km/h, combinado com um motor V6 de 3,5 litros, o piloto tem à sua disposição 680cv de potência combinada, sem restrições no uso de combustível. Em contraste, o anterior Toyota LMP1 – o TS050 HYBRID pesava menos 162kg e ostentava 1000cv, embora as restrições de combustível por volta limitassem, de forma efetiva, as velocidades máximas.

Com tantas diferenças fundamentais em comparação com o seu bem-sucedido antecessor, os condutores terão que adaptar a sua abordagem, enquanto os engenheiros afinam o novo hipercarro para ter um desempenho máximo, particularmente ao passar os carros mais lentos LMP2 e GT.

Além do desempenho em pista, toda a equipa tem também de se adaptar aos novos regulamentos que limitam a dimensão da tripulação operacional no circuito a 43 pessoas. Esta medida de redução de custos requer uma reorganização significativa e flexibilidade por parte das equipas de mecânica e engenharia para manter os seus elevados padrões de apoio em pista, sendo a primeira vez que correm em Spa com uma equipa reduzida num ambiente competitivo.

Espera-se, portanto, um início de semana desafiante, com uma combinação de 12 horas de testes na segunda e terça-feira para o Prólogo antes do início da prova com uma única sessão de treino na quinta-feira. A sexta-feira promete ser intensa com duas sessões de treino antes da grelha de partilha para a corrida de sábado, a ser decidida num novo formato de qualificação, em que um piloto por carro irá definir a volta mais rápida.

TOYOTA GAZOO Racing tem conseguido excelentes resultados no circuito de Spa-Francorchamps, com cinco vitórias desde a sua primeira corrida no WEC em 2013 e, apesar de se esperar um forte desafio por parte dos seus rivais, o objetivo é começar a temporada com o máximo de pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.