Rali Vidreiro tem simbolismo especial para Sérgio Brás

0

Sérgio Brás disputa no próximo sábado o Rali Vidreiro – Centro de Portugal, precisamente a prova onde fez a sua estreia absoluta nos ralis, em 2017, então navegado por Paulo Fiúza. A dupla junta-se novamente na Marinha Grande para competir no Challenge R2 & You.

Depois de um 5º lugar na abertura da temporada, no Rali Serras de Fafe e Felgueiras, e de um 4.º lugar no último Rali Alto Tâmega, Sérgio Brás volta a integrar o pelotão do Challenge R2 & You, desta feita no Rali Vidreiro-Centro de Portugal. Um momento especial para o piloto de Almada, pois foi precisamente no asfalto da Marinha Grande que Sérgio Brás disputou o primeiro rali da sua carreira, então ao volante de um Citroën DS3 R1, navegado por Paulo Fiúza. Quatro épocas depois, a dupla reencontra-se vai reencontrar-se no Rali Vidreiro-Centro de Portugal, desta feita no Peugeot 208 R2 preparado e assistido pela Inside Motor.

“É uma feliz coincidência este rali com o Paulo (Fiúza), de quem sou amigo e que além da carreira que todos conhecemos no Dakar, também tem uma vasta experiência nos ralis”, afirmou Sérgio Brás, que foi vice-campeão da Taça FPAK logo na sua primeira época completa nos ralis, em 2018.

“Recordo-me bem desse Rali Vidreiro em 2017. Eu não tinha qualquer noção do que era um rali e capotei no segundo troço, a baixa velocidade. Quando contactei o Paulo para fazermos o rali este ano, recordámos logo esse episódio. O objetivo agora é reeditar a dupla mas com um resultado diferente”, brincou Sérgio Brás, que volta a competir no troféu dos competitivos Peugeot 208 R2.

A edição de 2020 do Rali Vidreiro – Centro de Portugal será integralmente disputada no sábado (dia 10) e terá um total de nove classificativas de asfalto, que perfazem 98,88 quilómetros cronometrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.