Ramos e Chaves saem da Hungria na liderança do Campeonato

0
  • Dois pódios, um segundo e um quarto lugar à Geral nas duas corridas do fim de semana, colocam a dupla Portuguesa no topo da classificação provisória do Campeonato.

Um excelente arranque de temporada para Miguel Ramos e Henrique Chaves, pois logo desde o inicio dos treinos livres se mostraram muito competitivos e apenas o timing de entrada do saphety car na corrida de sábado não lhes foi favorável, senão tinham mesmo vencido a Corrida 1. De qualquer modo o segundo lugar foi um excelente resultado tal como nos confirmou Miguel Ramos logo após o término da corrida “sabíamos que íamos estar competitivos, mas só com toda a gente em pista podemos realmente avaliar o ponto em que estamos. Felizmente o McLaren deu-se muito bem com esta pista e por pouco não vencemos a primeira corrida do ano. Mesmo assim fiquei muito satisfeito com o segundo lugar”.

Para a Corrida 2 deste domingo, a Teo Martin Motorsport monopolizou a primeira linha da grelha com os seus dois Mclaren, tendo Chaves alcançado o segundo lugar na grelha. Com o desenrolar da corrida os dois Mclaren foram-se mantendo na liderança com Chaves a rodar no segundo lugar até o momento da troca de pilotos. Após a troca de pilotos, Ramos entrou em pista na quinta posição porque para além de ter que cumprir 5s de Handicap o sistema de controlo do Handicap no carro falhou e perdemos mais de 10 segundos.

Conseguimos subir ao quarto da Geral (terceiro na Pro-Class), concluindo da seguinte forma o fim de semana na Hungria, “foi um bom arranque de temporada e sair daqui na liderança do Campeonato é um bom sinal. Contudo estamos apenas no inicio da época e não quer dizer nada a não ser que a equipa conseguiu entregar-nos um bom carro e nós estamos com ritmo para lutar pelo nosso objetivo. Aproveito também para agradecer ao Marcelo Hahn que me facilitou a passagem para quarto na última volta”.

Por seu turno, Henrique Chaves estava satisfeito com o desfecho do fim-de-semana. “O ritmo na primeira metade da corrida foi muito elevado e era muito complicado chegar-me a traseira do primeiro classificado, dado que o comportamento do carro não estava inteiramente ao meu gosto. Contudo, mesmo com o handicap parecia ser possível terminar no pódio. Porém, um erro no dispositivo que faz a contagem do tempo dentro do ‘pit-lane’ roubou-nos muito tempo e impediu-nos de ficar entre os três primeiros. Ainda assim, o Miguel ganhou uma posição e estamos na liderança do campeonato”, frisou o piloto de Torres Vedras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.