Corridas emocionantes marcaram o dia do Super Racing Weekend de Portimão

0

O segundo dia de competição do Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos, Clássicos 1300 e Legends, no Super Racing Weekend, foi dedicado às corridas com os pilotos dos Legends a entrar em ação logo pela manhã, tendo como palco um Autódromo Internacional do Algarve (AIA) banhado pelo madrugador sol algarvio.

Alguma falta de comunicação e descuido de algumas equipas lançou a confusão na hora da largada e, assim, alguns pilotos acabaram por sair cedo demais, outros demasiado tarde. O vencedor entre os Legends, Manuel Fernandes (BMW 320d), foi um dos que entrou em pista cedo demais e foi forçado a sair do final da grelha. Esta situação adicionou mais emoção à corrida, com uma recuperação fantástica do piloto de Vila Real, ajudada, como o próprio reconheceu, pela excelente afinação do BMW 320d e uma condução exuberante do piloto.

Foi o regresso à competição de Manuel Fernandes, sublinhado com uma saborosa vitória. Joaquim Soares (BMW M3) e Nuno Figueiredo (Volvo 850 T5 Estate) completaram o pódio à geral. Nas diferentes categorias, João Sousa (Fiat Punto 85) venceu entre os FEUP2, nos L85/2000 a vitória sorriu a Hugo Pereira (Toyota Corolla GT), nos L-90/1300 foi o Peugeot 205 de Nélson Silva a levar a melhor e nos L-90/2000 o troféu de vencedor ficou nas mãos de Hugo Branquinho. Nos L99, Joaquim Soares ganhou com o BMW M3, nos L-99/2000 a vitória foi para Tiago Ribeiro (Honda Integra Type R), Nuno Barroso levou o seu Peugeot 306 GTI à vitória entre os Especiais e Pedro Fernandes (BMW 320d) ganhou na Livre.

Os Clássicos viram a sua corrida perturbada quando o Ford Escort RS1600 de Rui Azevedo decidiu deitar fora todo o óleo do motor na travagem para a curva 5, criando uma armadilha onde Rui Costa (Ford Escort RS 1600) escorregou para fora da corrida através de um vistoso pião que não teve consequências mais graves que um ligeiro toque nas barreiras de proteção. Saiu o Escort, entrou o “Safety Car” e só voltou a acontecer competição nos últimos minutos, onde já não participou Carlos Vieira.

O piloto campeão nacional de velocidade e de ralis voltou a não ser feliz e depois de arrancar da “pole position” viu o seu Escort fazer birra e abandoná-lo no meio do carrossel algarvio com uma manga de eixo partida. Com tudo isto, João Macedo Silva (Porsche 911 RSR) ficou na frente e terá rubricado uma das vitórias mais fáceis da sua carreia, mesmo que tenha sido salvo pelo “safety car”. Conforme o piloto confidenciou, o motor “boxer” aqueceu, perdeu óleo e mais algumas voltas, teria partido.

No segundo lugar ficou Joaquim Jorge (Ford Escort RS 1600) fechando o pódio, António Soares (Ford Escort RS). José Fafiães (Datsun 1200) ganhou entre os Clássicos 1300. Nas diversas classes, António Soares (Ford Escort RS) ganhou o grupo 5, no H4 ficou Rui Azevedo (Ford Escort RS 1600) na frente, enquanto que João Vieira (Porsche 914- 6 GT) e Carlos Barbot (Lotus Elan 26R) levaram de vencida, respetivamente, a H71 e H71-1600. Nos H75, a vitória sorriu a João Macedo Silva (Porsche 911 RSR). A segunda corrida do Campeonato de Portugal de Velocidade Legends, disputou-se após a pausa para almoço e encaminhava-se para ser uma fotocópia da primeira manga disputada pela manhã.

Não foi devido á intensa luta entre António Barros (BMW M3), Joaquim Soares (BMW M3) e Nuno Figueiredo (Volvo 850 T5 Estate) pelo segundo lugar, pelo “safety car” que foi forçado a entrar em pista devido a um despiste, Manuel Fernandes não ganhou a corrida como sucedeu na primeira manga – até porque era Hugo Mestre quem estava ao volante – e a prova terminou com o “safety car” entregando a vitória ao BMW M3 de Joaquim Soares. Um final polémico depois de algumas confusões com bandeiras amarelas, vermelhas, intervenção do “safety car” e carros de assistência em pista que quase provocava um acidente grave. A discussão permaneceu, mas a classificação final ficou sem alterações.

Nas diferentes categorias, João Sousa (Fiat Punto 85) venceu entre os FEUP2, nos L85/2000 a vitória sorriu a Hugo Pereira (Toyota Corolla GT), nos L-90/1300 foi o Peugeot 205 de Nélson Silva a levar a melhor e nos L-90/2000 o troféu de vencedor ficou nas mãos de Hugo Branquinho. Finalmente, nos L99, Joaquim Soares ganhou com o BMW M, José Almeida (Honda Integra Type R) e Sérgio Pinto (Honda Civic) ganhou na categoria Livre.

A segunda corrida dos Clássicos e Clássicos 1300 foi das mais bem disputadas do segundo dia do Super Racing Weekend Portimão. Receita para isso? Junte-se dois Ford Escort RS 1600 superiormente preparados e um Porsche 911 RSR que, ainda que ferido, cheio de pujança, oferece-se aos pilotos um palco como o Autódromo Internacional do Algarve e o prato está servido! Carlos Vieira (Ford Escort RS 1600) saiu de 12º lugar da grelha e na primeira volta já estava nos escapes do Porsche 911 RSR de João Macedo Silva. O piloto do Porsche – que mudou o motor do 911, mas não mudou de problema antes o agravando – rapidamente retirou-se da peleja e deixou a luta para Vieira e Jorge.

O primeiro conheceu alguns problemas com o carro e o segundo aproveitou para esboçar um ataque à liderança. Mas apesar das dificuldades com o carro, Carlos Vieira cerrou os dentes e acabou por passar por Joaquim Jorge e consolidar a liderança, terminando esta segunda prova dos Clássicos na frente com uma alargada vantagem para o seu oponente. Macedo Silva fechou o pódio, enquanto que nos Clássicos 1300, José Fafiães (Datsun 1200) foi o vencedor. Nas diversas classes, Carlos Vieira (Ford Escort RS) ganhou o grupo 5, enquanto que João Vieira (Porsche 914-6 GT) e Carlos Barbot (Lotus Elan 26R) levaram de vencida, respetivamente, a H71 e H71-1600. Nos H75, a vitória foi para Joaquim Jorge (Ford Escort RS) e no H81 foi Jorge Cruz (BMW 323i) quem levou a melhor.

A próxima jornada será realizada nos dias 12 e 13 de setembro tendo como palco o Circuito de Braga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.