Miguel Oliveira sai da sexta linha em Jerez

0

Com temperaturas elevadas a marcar novamente o dia de trabalho, Miguel Oliveira encerrou a qualificação para a primeira prova do campeonato do mundo de MotoGP na 17ª posição, colocando-se assim na sexta linha da grelha de partida para aquela que será a sua 147ª corrida no campeonato do mundo.

Após ter procurado um lugar directo na Q2 o piloto da KTM acabou por não conseguir a desejada volta rápida para o conseguir após a terceira sessão de treinos livres e na primeira fase da qualificação – na qual os dois mais velozes apuram para a segunda fase com 12 pilotos em pista.

‘Esta manhã foi muito complicado encontrar o ritmo para uma volta rápida. Lutámos novamente para encontrar aderência. Na quarta sessão de treinos livres conseguimos finalmente dar um passo em frente e planeámos fazer o melhor possível na qualificação. Penso que necessito de mais algum tempo a aprender a configuração desta moto. Mas no final demos um passo em frente e isso é importante. O nosso ritmo é bastante forte. Amanhã vamos ter uma longa e exigente corridas, por isso mantemos pensamentos positivos e vamos procurar a melhor estratégia para Domingo.’

Esta foi a terceira vez que Miguel Oliveira qualificou na 17ª posição – o mesmo tinha acontecido no Qatar e na Tailândia em 2019 – e será a oitava vez em que arrancará para um GP na 6ª linha da grelha, posição que não deixa o piloto de Almada muito incomodado fruto da melhoria que conseguiu encontrar com a equipa na nova KTM RC16, moto à qual reconhece faltar ainda alguma habituação.

Amanhã a corrida tem início marcado para as 13 horas – hora de Portugal Continental – e terá a duração de 25 voltas aos pouco mais de 4400 metros de perímetro do traçado para atingir uma quilometragem total ligeiramente superior aos 110 quilómetros, a realizar sob temperaturas elevadas que podem ser decisivas na escolha de pneus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.