Lewis Hamilton domina e vence na Áustria

0

MOMENTOS-CHAVE

O piloto da Mercedes, Lewis Hamilton, venceu a corrida Pirelli Steiermark, depois de largar da pole position, tendo realizado apenas uma paragem para trocar os pneus macios (P Zero Red) por pneus médios (P Zero Yellow).
Os dois pilotos da Mercedes, que terminaram nas duas primeiras posições, utilizaram a mesma estratégia, mas Hamilton realizou a sua paragem sete voltas antes do seu companheiro de equipa.

Daniel Ricciardo, da Renault, foi o que alcançou uma melhor posição do leque de pilotos que começaram a corrida com pneus médios, terminando na oitava posição depois de um longo primeiro stint.

A Alpha Tauri foi a única equipa a fazer uso dos pneus duros (P Zero White) na corrida (além da Ferrari), com Daniil Kvyat a conseguir um ponto, ao terminar na 10ª posição.

Max Verstappen, da Red Bull, e Carlos Sainz, da McLaren, realizaram uma paragem extra para equipar pneus macios no final da corrida e tentarem realizar a volta mais rápida. O ponto extra acabou por sorrir ao piloto espanhol que estabeleceu também um novo record para esta pista.

COMPORTAMENTO DOS PNEUS

DURO C2: Não foi um composto muito usado durante a corrida, devido às temperaturas mais baixas, em comparação com a semana passada.
MEDIO C3: Foi utilizado pela maioria dos pilotos no segundo stint, sendo que seis carros iniciaram a corrida com este composto. Antes de Verstappen e Sainz pararem para equipar pneus macios, já perto do final da prova, Hamilton havia estabelecido a volta mais rápida da corrida com pneus médios que tinham já realizado cerca de 40 voltas.

MACIO C4: Verificou-se um desempenho ótimo, de acordo com as condições de corrida verificadas, com tempos de volta consistentes durante longos períodos. Nas últimas voltas, Sainz equipou pneus macios para estabelecer um novo recorde no Red Bull Ring.

MARIO ISOLA – RESPONSÁVEL PIRELLI NA F1

“Tivemos condições de piso seco pela primeira vez desde sexta-feira, embora, como esperado, as temperaturas ambiente e da pista fossem mais baixas do que as que foram registadas durante a corrida, na semana passada, tornando-a numa corrida a uma paragem confortável, mesmo com os dois compostos mais suaves. Embora houvesse uma escolha livre de pneus para todos os pilotos, devido ao facto de a qualificação se ter desenrolado em piso molhado, a maioria optou por começar com pneus macios, confirmando o desempenho consistente mostrado por este composto no último fim de semana. Alguns pilotos efetuaram duas paragens na tentativa de alcançar o ponto extra atribuído à volta mais rápida, que acabou por sorrir a Carlos Sainz que reivindicou também um novo recorde: um claro sinal do progresso que estes carros conseguem alcançar, não só de ano para ano, mas também de semana para semana. Estamos satisfeitos com o desempenho de todos os pneus durante os dois fins de semana de corrida austríacos, durante os quais vimos uma enorme variedade de condições que variavam de chuva torrencial a temperaturas acima dos 50 graus.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.