Pirelli inaugura o seu primeiro simulador específico para o desenvolver pneus

0
  • Reduzirá em 30% os prazos de evolução técnica de novos pneus, melhorando os níveis de sustentabilidade do processo
  •  Aplicará diretamente ao produto de rua as tecnologias da Fórmula 1 e dos desportos motorizados.

A Pirelli inaugurou um novo simulador no seu reconhecido centro de investigação e desenvolvimento, situado em Milão. Trata-se de uma máquina criada para acelerar o desenvolvimento de novos pneus e, ao mesmo tempo, reduzir o número de protótipos físicos necessários. Com esta nova e importante ferramenta será possível diminuir os prazos de entrega numa altura em que se verifica um reforço dos acordos com os principais fabricantes de automóveis, graças a uma mais ágil interação entre a Pirelli e as principais marcas Premium e Prestige.

Esta nova tecnologia de ponta permite reduzir em 30% o tempo médio de desenvolvimento de um novo pneu, tanto para as estradas como para as competições, graças à aplicação de uma avaliação virtual dos protótipos para cada modelo de carro. O novo simulador é capaz de reestruturar diferentes parâmetros de medição com grande agilidade, proporcionando uma troca mais rápida de informação real e virtual entre a Pirelli e os mais prestigiantes fabricantes do mundo.

Em comparação com o método tradicional, o simulador permite criar um modelo virtual de qualquer carro – quer seja com dados próprios ou fornecidos pelo fabricante – e programar o sistema para um processo de desenvolvimento que pode ser harmonizado com o simulador do próprio construtor. Desta forma, os prazos de desenvolvimento sintonizam-se com os do carro a que se destinam, sendo especialmente importante nos dias que correm, onde a apresentação de novidades é cada vez mais frequente. Além disso, o uso de um simulador, durante a fase de desenvolvimento do protótipo, reduzirá o número de unidades físicas reais necessárias, diminuindo o impacto ambiental, uma medida que vai ao encontro dos requisitos de sustentabilidade que a Pirelli impõe a si mesma.

TECNOLOGIA DA FÓRMULA 1: DAS CORRIDAS PARA A ESTRADA

A simulação avançada é empregada há mais de dez anos no desenho e desenvolvimento dos pneus de Fórmula 1 e outras categorias automobilísticas. Nos dias que correm, essa tecnologia, enriquecida pela experiência do departamento de pesquisa e desenvolvimento da Pirelli, também abrange a produção de pneus.

O simulador, criado pela empresa especializada VI-grade, possui uma estrutura envolvente que define uma tela panorâmica de 210 graus e 7,5 metros de diâmetro, capaz de reproduzir uma ampla variedade de situações de condução na estrada ou no circuito. O coração do sistema é um modelo de carro estático equipado com tecnologias ativas capazes de reproduzir com precisão as sensações que qualquer condutor experimenta ao volante de um carro real. Para isso, este carro estático conta com vários elementos animados, tais como o banco, o volante, os cintos de segurança, entre outros, capazes de reproduzir os movimentos da suspensão e do motor.

As sessões de simulação são coordenadas a partir de um centro de controlo capaz de replicar as especificações técnicas de qualquer pneu ou veículo, bem como determinadas situações de estrada ou de pista. Os resultados são medidos com precisão, com detalhes que incluem a interação entre a borracha e a estrada, entre outros parâmetros, e que podem ser enriquecidos com as avaliações subjetivas do piloto de teste.

O trabalho de desenvolvimento deste simulador será complementado pelo simulador dinâmico (projetado para reproduzir acelerações laterais e longitudinais, além de rotações), que será em breve instalado no Politécnico de Milão. Há anos que a Pirelli disfruta desta colaboração com a instituição, que acolhe uma notável carga de provas complementares a cargo do próprio centro de investigação e de desenvolvimento de Milão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.