Citroën domina Classe RC2 em Monte-Carlo

0

Particularmente demolidor, o Rali de Monte-Carlo deste ano foi o palco onde as equipas Citroën mostraram todo o potencial competitivo do C3 R5, monopolizando os 5 primeiros lugares da classe RC2. Dois deles concluíram mesmo o evento no top-10 à geral, num resultado que não podia ser melhor na jornada de arranque do reforçado programa de Competição Cliente da Citroën Racing para 2020.

Os franceses Eric Camilli/François-Xavier Buresi, da equipa Saintéloc Racing, superaram a tradicional panóplia de dificuldades do rali monegasco e ocuparam a liderança na classe RC2 e na categoria WRC3 de início até final, completando a prova com 39,6 segundos de vantagem sobre os noruegueses Mads Østberg/Torstein Eriksen (PH Sport), dupla que, por sua vez, garantiu uma vitória assertiva na categoria WRC2.

A 88ª edição do Rali de Monte-Carlo fez jus à sua reputação de clássico de inverno e mostrou-se bastante difícil, tanto no plano desportivo como técnico, devido às condições meteorológicas instáveis e imprevisíveis que se observaram durante toda a semana.

O incansável trabalho de desenvolvimento resultou num carro competitivo e fiável, tendo os pilotos dos C3 R5 beneficiado do suporte da Citroën Racing antes e durante o rali, com uma sessão de testes organizada na semana anterior à prova e depois, ao longo de todo o rali, contando com o apoio de elementos da equipa técnica. Também a Météo França, Michelin e Total, parceiros da Citroën Racing, contribuíram decisivamente para os resultados alcançados.

A experiência e consistência de Eric Camilli, que participou no Rali de Monte-Carlo pela quinta vez na sua carreira, ajudaram-no a conquistar a vitória na categoria WRC3 e conquistar a primeira vitória do Citroën C3R5 na classe RC2 no Principado.

A dupla Mads Østberg/Torstein Eriksen juntou o 2º lugar na classe RC2 à vitória na categoria WRC2, começando da melhor forma a sua temporada, rumo aos claros objetivos de chegar ao título de 2020. A confiança de Østberg ao volante do C3 R5 da PH Sport contribuiu para que o escandinavo fosse o mais rápido em nada menos do que 6 Especiais, ao mesmo tempo que registava o 2º melhor tempo dos RC2 na Power Stage.

Nicolas Ciamin concluiu a sua estreia no C3 R5 com um lugar no pódio, graças a uma performance firme e consistente. A experiência pode contar muito no Rali de Monte-Carlo, mas o jovem piloto não cometeu erros e obteve excelentes tempos nas Especiais, não muito longe dos registados pelos mais rápidos da classe. O 3º lugar é, assim, um ótimo começo de ano para Ciamin, que, nesta temporada, tem um programa completo em WRC3 ao volante do carro da DG Sport.

Competindo este ano na categoria WRC3, Yoann Bonato e Benjamin Boulloud tiveram dificuldades em conseguir o ritmo ideal neste Rali de Monte-Carlo, não conseguindo repetir, com o seu C3 R5 da CHL Sport Auto, a vitória entre os WRC2 alcançada na edição do ano passado. Espera-se que os Bicampeões franceses recuperem a sua forma na próxima prova do WRC 2020, jornadas que disputam em paralelo ao seu programa com a Citroën no Campeonato de França de Ralis.

Contratado pela PSA Motorsport em 2019, Yohan Rossel teve uma exibição cautelosa no Rali de Monte-Carlo deste ano, palco da sua primeira aparição aos comandos do C3 R5. Rossel cumpriu os seus objetivos de adquirir experiência sem cometer quaisquer erros. A sua próxima prova no WRC3 com o C3 R5 da PH Sport acontecerá em maio, no Rali de Portugal, onde tem como objetivo aumentar a sua velocidade e confiança.

O QUE ELES DISSERAM…
Didier Clément (Responsável de Competição Clientes da Citroën Racing):
“É fantástico constatar que 5 dos 6 C3 R5 que arrancaram para o Rali de Monte-Carlo deste ano acabaram por dominar os 5 primeiros lugares. Apesar das condições extremamente difíceis, o carro revelou-se robusto e os nossos clientes desfrutaram de performances sólidas. Gostaria também de saudar o trabalho feito por todo o staff técnico. O Monte-Carlo é um rali muito longo, mas todos estiveram focados em garantir um resultado forte para o C3 R5. Orgulho-me do trabalho realizado por todos os envolvidos e gostaria de agradecer aos nossos parceiros Total e Michelin por nos permitirem apoiar estes programas em WRC2 e WRC3.”

Eric Camili (1º em WRC3 / 1º em RC2 / 9º à Geral):
“Estou extremamente feliz por ter vencido a classe RC2 no Rali de Monte-Carlo deste ano. Assumimos o 1º lugar na ES1 e conseguimos gerir a nossa liderança, enquanto mantínhamos uma forte pressão, o que nunca é fácil perante o tipo de situações que um evento como o Monte-Carlo pode gerar. Foi a estreia no WRC para o meu navegador François-Xavier, mas ele fez um trabalho impecável, sem falhas, assim como a nossa Safety Crew, cujo desempenho também facilitou a nossa tarefa. Divertimo-nos imenso com o C3 R5 e gostaria de agradecer à Saintéloc Racing por nos ter proporcionado um carro perfeito. Quero também agradecer à Citroën e aos seus parceiros Total e Michelin, por nos darem a oportunidade de disputar este evento fantástico.”

Mads Østberg (1º em WRC2 / 2º em RC2 / 10º à Geral):
“Estamos muito satisfeitos com o nosso desempenho nesta prova, embora tenhamos tido azar na sexta-feira quando caímos cerca de 2m40s na classificação devido a uma jante danificada. O nosso carro esteve competitivo desde o início e conseguimos encurtar a diferença para o Eric. Ele esteve sempre muito bem e sabíamos que seria difícil chegar à vitória na classe sem que ele cometesse um erro. No final, ficámos separados por menos de 40 segundos, mas o mais importante é que vencemos entre os WRC2. Mesmo que tivéssemos conseguido passar o Eric, nada disto não teria mudado. Foi ótimo ver os Citroën nos 5 primeiros lugares e tivemos a prova de que todo o árduo trabalho feito no ano passado nos vai ajudar a obter mais vitórias nesta temporada.”

RALI DE MONTE CARLO 2020 – CLASSIFICAÇÃO FINAL (RC2):

  1. Eric Camilli/F.X. Buresi – Citroën C3 R5 (1º WRC3) 3h24m39,8s
  2. Mads Østberg/T. Eriksen – Citroën C3 R5 (1º WRC2) +39,6s
  3. Nicolas Ciamin/Y. Roche – Citroën C3 R5 (2º WRC3) +1m21,8s
  4. Yoann Bonato/B. Boulloud – Citroën C3 R5 (3º WRC3) +2m03,8s
  5. Yohan Rossel/B. Fulcrand – Citroën C3 R5 (4º WRC3) +2m38,0s
  6. Muster/Louka (WRC3) +3m19,8s
  7. Fourmaux/Jamoul (WRC2) +4m11,0s
  8. Gryazin/Fedorov (WRC2) +6m05,2s
  9. Burri/Levratti (WRC3) +13m31,1s
  10. Yates/Morgan (WRC2) +13m42,6s

CAMPEONATO DE PILOTOS WRC2

  1. Mads Østberg/T. Eriksen 25 pontos
  2. Fourmaux/Jamoul 18 pontos
  3. Gryazin/Fedorov 15 pontos
  4. Yates/Morgan 12 pontos

CAMPEONATO DE PILOTOS WRC3

  1. Eric Camilli/F.X. Buresi 25 pontos
  2. Nicolas Ciamin/Y. Roche 18 pontos
  3. Yoann Bonato/B. Boulloud 15 pontos
  4. Yohan Rossel/B. Fulcrand 12 pontos
  5. Muster/Louka 10 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.