24h Daytona é o primeiro desafio do ano para Filipe Albuquerque

0

Filipe Albuquerque já está de partida para os Estados Unidos da América onde vai disputar, mais uma vez, as 24h de Daytona, desta vez com um conjunto de pilotos diferente do habitual. No entanto, mantém o espírito das participações anteriores: vencer. De 22 a 26 de Janeiro todas as atenções vais estar centradas em Daytona.

Em 2013, no ano em que se estrou na mítica prova americana venceu na categoria GTD, mais tarde, em 2018, foi a vez de subir ao lugar mais alto do pódio à geral. Para esta edição, acompanhado por Mike Conway, Felipe Nasr e Pipo Derani no Cadillac da Whelen Engineering Racing, o piloto de Coimbra quer repetir o feito e regressar a Portugal com mais um título.
Optimismo e confiança não faltam neste grupo de pilotos: “Felizmente que esta equipa é experiente, têm todos um excelente andamento, que aliado a um bom carro, pode resultar numa vitória. É isso que queremos. Se temos condições, para quê perder o foco?! Vamos trabalhar para isso”, começou por referir o piloto português muito ciente do seu objectivo.

No entanto, nem sempre a determinação dos pilotos é suficiente para o sucesso: “É uma prova muito longa e dura. Os contratempos, por vezes mais pequenos que sejam, podem fazer a diferença. Nada pode ser dado como adquirido e é isso que torna esta corrida tão aliciante. Confesso que estou com muita vontade de dar início à competição. O ambiente é único, a adrenalina imprópria e a vontade de vencer comum a todos em pista. Acredito que 2020 vai ser um bom ano e começar a vencer seria o ideal”, rematou Filipe Albuquerque.

O programa da semana vai ser longo, com a corrida prevista para sábado, 25 de Janeiro. O decorrer da prova poderá ser acompanhado em www.imsa.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.