Pódio em Silverstone para Ramos e Crestani

0
  • Novo pódio para a dupla do Mercedes AMG #10 da SPS Automotive Performance em Inglaterra.

Para a Corrida 1 de sábado Ramos e Crestani, classificaram nos treinos da manhã, o Mercedes no 4º lugar da grelha de partida, tendo cabido a Ramos iniciar a corrida. Quase toda a primeira parte da corrida foi com Saphety Car, não existindo grandes mudanças de posições. Crestani ainda conseguiu subir uma posição, tendo desse modo alcançado o 3º lugar e consequente subida ao pódio.

Na qualificação desta manhã para a Corrida 2, a dupla do Mercedes #10 classificou-o no 3º lugar da grelha, tendo cabido a Crestani fazer a primeira parte da corrida. No arranque Crestani ainda se defendeu de um dos Mclaren que o atacou, mas aguentou bem a posição. Após a troca de pilotos e com o handicap de tempo que tinham, Ramos caiu para 7º, tendo pouco depois passado o Ferrari #21 (ProAm) de Duncan, e logo de seguida começado a atacar o 5º lugar do Aston Martin #96 de Oliver Wilkinson.

Já na ultima volta, o Mclaren #59 de Kodrić, que seguia em 3º abrandou bastante pois não lhe interessava acabar em 3º por causa do handicap para a corrida seguinte, estratégia essa seguida também pelo Lamborghini #14 de Siedler. Este súbito abrandamento provocou o caos, pois Wilkinson no Aston #96 que estava a tentar segurar o lugar perante o ataque de Ramos, os apanhasse rapidamente. Ao entrar na secção conhecida por “Arena”, Ramos juntou-se ao trio e não hesitou, tentando passar pelo único lugar possível, mas Kodric no Mclaren #59 quando percebeu fechou a porta e o toque foi inevitável, tendo arrastado também o Aston #96 de Wilkinson. Ramos ainda passou o Lamborghini #14 de Siedler e cortou a meta no 3º lugar mas uma penalização de 10seg, fez o Mercedes #10 cair para 5º.

Para Miguel Ramos: “Foi lamentável o que sucedeu e as minhas desculpas, mas estar em pista a competir e ao encontrar dois carros muito lentos que perdiam mais de 5 segundos por volta, pensei que tinham uma avaria. Afinal era um jogo estratégico muito perigoso e que coloca em risco todos os intervenientes. Não acho nada justo a penalização de 10seg que sofremos. Eles embrulharam-se os três sem qualquer interferência da minha parte, pois limitei-me apenas a tentar passar pelo único local que me pareceu possível, porque pensei que tinham uma avaria. Como eles rodaram para o interior da curva e eu estava a tentar passar por lá, o toque foi inevitável”.

Em termos de Campeonato, as contas complicaram-se, tendo-se o fosso dilatado para 28 pts.

Após as duas corridas de Silverstone, a tabela classificativa está assim ordenada:

1 – Altoè / Costa (100 pts)
2 – Chaves / Kodric (83 pts)
3 – Saravia / Rueda (78 pts)
4 – Grenier / Siedler (77 pts)
5 – Ramos / Crestani (72 pts) -28

A próxima prova do International GT Open terá lugar em Barcelona a 21 e 22 de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.