Martim Marques mostrou andamento para alcançar o pódio em Leiria

0

“Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo”. A célebre frase de José Saramago aplica-se na perfeição ao momento atual de Martim Marques, já que tem apenas 7 anos de idade e está a competir numa categoria onde alinham pilotos bem mais experientes e até aos 10 anos de idade.

Essa evidência ficou claramente provada na terceira prova do Campeonato de Portugal de Karting KIA, disputada no Kartódromo Internacional de Leiria, dado que entre 17 concorrentes da categoria Cadete, o piloto da equipa RAC – Racing Academy & Competition ficou a escassos 11 milésimos de segundo de garantir a pole-position e, na Final, não fosse um problema durante a partida, teria certamente lutado por um lugar no pódio numa pista das pistas mais exigentes do campeonato.

Martim Marques e a sua equipa RAC – Racing Academy & Competition trabalharam muito durante três dias para poderem alcançar um lugar no pódio na terceira jornada do Campeonato de Portugal de Karting KIA da categoria Cadete. Depois dos vários treinos livres de sexta-feira, o jovem piloto de Vila Nova de Gaia revelou-se muito rápido na sessão única de treinos cronometrados no sábado ao rubricar a sua melhor volta em 53,431s ao traçado de leiriense de 1006 metros de extensão, ficando a meros 11 milésimos de segundo de alcançar a pole-position.

Na primeira manga de qualificação, Martim Marques manteve a sua rapidez ao rodar sempre nos lugares da frente, assim como na segunda manga de qualificação – apesar de lutas muito intensas – pelo que assegurou, sem surpresa, um lugar na terceira linha para a Final. Contudo, a partida para a corrida decisiva deve de ser repetida e isso foi bastante prejudicial para o jovem piloto de apenas 7 anos de idade.

“Devido às falsas partidas, a organização da prova teve de repetir a partida e com isso o motor do kart do Martim ‘encharcou’ e ‘isolou’ uma vela. O Martim conseguiu colocar o kart a funcionar novamente e regressou à corrida. Mas já tinha perdido muito tempo. Ainda assim, não baixou os braços e fez questão de completar as 12 voltas e foi 13.º classificado. Foi, contudo, uma situação muito ingrata, porque o Martim estava com um andamento muito forte, sendo exemplo disso o facto de ficar a 11 milésimos de segundo de conquistar a pole-position e de ter rodado sempre nos lugares da frente quer na primeira quer na segunda manga de qualificação. Contudo, sabemos que por vezes as corridas são injustas e, nesse sentido, o mais importante para nós é que o Martim está neste momento a evoluir muito e tem apenas 7 anos de idade. Por isso, continuamos muito motivados para prosseguir com o nosso trabalho”, comentou Ricardo Costa, chefe da equipa RAC – Racing Academy & Competition.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.