Manuel Gião termina temporada com pódio

0

 

Manuel Gião terminou a temporada com um pódio, ao garantir o terceiro lugar na quarta corrida da ronda do Autódromo Internacional do Algarve, que se realizou hoje integrada no programa do European Le Mans Series.

O piloto da Sertã tinha vindo a evidenciar bastante competitividade ao longo de todo o fim-de-semana e, ontem, só um toque de um adversário no logo no arranque o impediu de lutar pelos lugares do pódio.

Hoje, Manuel Gião voltou a exibir um ritmo forte e de quarto na grelha de partida, posição onde o seu colega de equipa terminou a terceira corrida do programa, subiu a segundo, envolvendo-se na luta pelo triunfo com mais dois pilotos.

A luta foi intensa e sem pneumáticos novos o piloto do Sporting Club de Portugal terminou na terceira posição, igualando o seu melhor resultado da temporada, também ele alcançado no Autódromo Internacional do Algarve. “Arranquei bem e estive na luta pela vitória, mas os meus pneus já tinha algum uso e isso sentiu-se no final da corrida, quando tive algumas dificuldades. Ainda assim, garantimos o terceiro lugar, o que é um bom resultado”, sublinhou Manuel Gião.

Com um pódio na derradeira corrida da temporada, apesar de tanta coisa nova, o piloto da SEAT Portugal faz um balanço positivo da sua segunda passagem pelo Autódromo Internacional do Algarve. “Quando chegámos a Portimão tinha que me adaptar rapidamente a uma nova equipa e ao seu método de trabalho, mas fui muito bem-recebido pela Speedy Motorsport e ambientei-me prontamente. Tive sempre um carro competitivo e tenho a certeza de que, sem o toque que me deram ontem, teria no mínimo, um pódio. O resultado de hoje prova isso mesmo e o terceiro lugar é uma forma positiva de terminar a época”, concluiu Manuel Gião.

Adversário impede Manuel Gião de concretizar potencial

Manuel Gião não teve a sorte pelo seu lado e, depois de ter assegurado o terceiro lugar da grelha de partida para a primeira corrida do programa do Autódromo Internacional do Algarve, onde este fim-de-semana se realiza a derradeira ronda do TCR Ibérico, foi obrigado a abandonar logo no arranque devido a um toque de um adversário.

O piloto da Sertã mostrou-se extremamente competitivo ao volante do SEAT Leon TCR preparado pela Speedy Motorsport e desde cedo demonstrou ter a possibilidade de se bater pelas posições cimeiras, como é seu timbre.

Na qualificação, Manuel Gião esteve envolvido na luta pelos lugares na primeira linha, acabando por registar o terceiro crono a menos de quatro décimos de segundo da pole-position, o que evidenciava a sua rapidez ao longo do traçado de 4,692 quilómetros e dezasseis curvas.

Com um lugar no pódio em mente, o piloto da SEAT Portugal protagonizou um bom arranque, ascendendo ao segundo posto logo nos primeiros metros de prova. Quando se aprestava para perseguir o líder, ainda em plena recta da meta, sofreu na traseira um toque de um adversário, o que o lançou para o abandono. “O carro está muito eficaz e desde cedo que me deu a confiança para atacar, sendo o terceiro lugar na grelha de partida um resultado natural, não chegando à primeira linha por pouco. Arranquei bem e sinto que SEAT Leon estava rápido o suficiente para seguir o primeiro classificado. Foi pena ter ficado logo nos primeiros duzentos metros devido à impetuosidade de um adversário. Ia em plena aceleração e a direito quando me bateram na traseira, tendo sido um mero passageiro”, apontou Manuel Gião.

Apesar do incidente de hoje, a participação do piloto do Sporting Club de Portugal não está em risco na corrida de amanhã, revelando-se determinado em mostrar que o seu andamento é capaz de lhe permitir lutar pelos lugares do pódio. “Amanhã será o meu colega de equipa fazer a qualificação e eu arrancarei do lugar em que ele terminar a primeira prova de domingo. Penso que estarei competitivo e capaz de me imiscuir na luta pelas três primeiras posições”, concluiu Manuel Gião.

 

GG_FT_17012

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.