test

A Renault revela o SYMBIOZ no Salão de Frankfurt 2017

0

…um conceito e uma visão da mobilidade no horizonte 2030  

  • Um veículo autónomo, elétrico e conectado, em perfeita harmonia com a casa e que se move num ecossistema inovador.
  • Este conceito inovador explora a utilização da energia e as experiências de uma condução autónoma e conectada, em total sintonia com a filosofia Renault «Easy Life».
  • No final do ano, será testado um veículo de demonstração baseado no SYMBIOZ.

A Renault levanta, hoje, a ponta do véu do SYMBIOZ, um concept-car que funciona em perfeita harmonia com a casa. O SYMBIOZ materializa a visão dos veículos autónomos, elétricos e conectados num futuro que permitirá aos automóveis interagir com a casa e a cidade, mas também os outros automóveis e as infraestruturas conectadas. Num futuro em que os automóveis serão ainda mais personalizáveis e se adaptarão às preferências de deslocação, de energia e de entretenimento de cada utilizador. A revelação de um concept-car associado a uma casa conectada é uma estreia num salão automóvel. O SYMBIOZ apresenta situações que retratam o automóvel dentro e fora de casa e em viagem.

«A forma como utilizamos os nossos automóveis está em plena transformação. Hoje, o automóvel é apenas um meio de nos deslocarmos de um ponto A para um ponto B. Concentrado de tecnologias, o automóvel torna-se um espaço interativo e personalizado, que liga os ocupantes aos outros veículos, às pessoas e aos objetos que se encontram à sua volta», explica Thierry Bolloré, Diretor Delegado para a Competitividade do Grupo Renault. «No horizonte 2030, imaginamos novos cenários, em que uma utilização mais eficiente da energia, a conectividade e as possibilidades da condução autónoma melhoram o nosso modo de viver e de nos deslocarmos.»

O concept-car Renault SYMBIOZ é impulsionado por motores 100% elétricos que se inserem na estratégia Z.E. (Zero Emissões) da Marca. A Renault, líder europeu da mobilidade elétrica, desenvolveu o SYMBIOZ para garantir que a casa e o automóvel partilham as respetivas energias. Os kWh são gerados por uma rede partilhada entre o automóvel e a casa, num

ambiente regido por uma inteligência artificial capaz de antecipar as necessidades. Por exemplo, é possível programar o sistema de forma a utilizar a energia armazenada nas baterias do automóvel para alimentar, temporariamente, os aparelhos de iluminação, os ecrãs ou outros dispositivos da habitação durante os picos de consumo. Em caso de falha de corrente, o sistema adapta-se automaticamente e a transferência de energia pode ser seguida e regulada através de um ecrã instalado em casa ou do quadro de instrumentos do automóvel.

Renault SYMBIOZ marca uma estreia na indústria

No Salão de Frankfurt, a Renault revelou uma casa e um concept-car em modos estático e dinâmico. Num primeiro cenário, o SYMBIOZ entra na casa, transformando-se em mais uma divisão, modular, sob a forma de um espaço útil, móvel e conectado, estacionado no interior e, depois, no exterior da estrutura física.

O SYMBIOZ ilustra, também, a visão da Renault como uma extensão da casa. O habitáculo é generoso, graças a uma arquitetura de tipo propulsão, sem túnel, com dois motores instalados sobre o trem traseiro e baterias bem acomodadas sob o piso. A combinação de um quadro de instrumentos retrátil e bancos dianteiros rotativos é idealmente compatível com a condução autónoma "Mind off" (1). Neste modo, o condutor pode facilmente descontrair-se e conversar, ler um livro ou desfrutar de um acesso total ao seu ambiente digital pessoal. A tecnologia de personalização permite, também, a deteção automática dos ocupantes para configurar os bancos, a música e outros elementos ligados à vida digital dos passageiros.

«Já não é possível imaginar um automóvel sem pensar no ecossistema em que vivemos ou passar ao lado de evoluções tão importantes como os motores elétricos, a conectividade e as tecnologias de condução autónoma, que influenciam as nossas vidas quando nos deslocamos», comenta Laurens van den Acker, Diretor do Design Industrial do Grupo Renault. «É, realmente, um projeto único, que nos permitiu trabalhar com os nossos planificadores, designers e engenheiros, académicos e arquitetos, startupers e sociólogos para ir tão longe quanto possível em matéria de experiência cliente, tecnologias, utilização da energia e harmonia do design, de forma a criar uma experiência global.»

Um verdadeiro veículo de demostração baseado na Easy Life do SYMBIOZ – nas ruas muito em breve

Um veículo de demonstração, elétrico, autónomo e conectado, que trará para a realidade numerosos elementos do SYMBIOZ, estará disponível para ensaios no final do ano. Este veículo de demonstração integrará a visão, a médio prazo, da marca e antecipará a tecnologia Renault que os clientes poderão encontrar nos seus automóveis num futuro próximo. Inclui uma versão evoluída da tecnologia MULTI-SENSE, que adapta já o ambiente e a experiência de condução

ao estado de espírito ou necessidades do condutor em alguns modelos da gama atual, como o Mégane, o Scénic, o Talisman e o Espace. Este veículo de demonstração apresentará funcionalidades inerentes ao conceito «Easy Connect», soluções de serviços de mobilidade e conectados de nova geração e, ainda, a tecnologia de condução autónoma da Renault, que será, progressivamente, implementada sob a designação «Easy Drive».

A versão de demonstração do SYMBIOZ foi concebida em associação com vários parceiros, no âmbito de uma abordagem Open Innovation.

A LG está envolvida no desenvolvimento da interface homem-máquina

A Ubisoft fornece a experiência de realidade virtual do quadro de instrumentos para o modo de condução autónoma.

A Devialet desenvolve uma nova experiência utilizador, através de um sistema de som avançado.

A Sanef trabalha os aspetos da comunicação entre o automóvel e as infraestruturas rodoviárias.

A TomTom contribui para o desenvolvimento, graças às suas competências em geolocalização.

A IAV participa com os seus conhecimentos técnicos no domínio da condução autónoma.

No final do ano, estarão disponíveis mais informações sobre o veículo de demonstração SYMBIOZ.

Os visitantes do Salão Automóvel de Frankfurt 2017 terão a oportunidade de explorar o SYMBIOZ e o seu ambiente inédito, que apresenta a visão da Renault para a evolução da mobilidade e das soluções de serviços conectados para os próximos anos.

(1) O quarto dos cinco níveis da condução autónoma definidos pela SAE International (Society of Automotive Engineers). O nível 4 liberta o condutor das tarefas de condução dinâmica, quando o sistema de condução autónoma do automóvel está ativo.

 

SYMBIOZ(1) SYMBIOZ(2) SYMBIOZ(3)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.