ANTRAM vai solicitar ao governo Português a ratificação do Protocolo E–CMR

ANTRAM vai solicitar ao governo Português a ratificação do Protocolo E–CMR

 

Comunicado ANTRAM

ANTRAM vai solicitar ao governo Português a ratificação, com urgência, do Protocolo E–CMR.

Em 2008, foi celebrado e adicionado à convenção CMR o Protocolo E-CMR, nos termos do qual os Estados signatários reconhecem e declaram como válido, para todos os efeitos legais e contratuais, o formulário CMR emitido e assinado por via eletrónica.
A Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias irá solicitar ao Governo Português que ratifique, com a máxima urgência, o Protocolo E-CMR, o qual já se encontra, neste momento, ratificado por onze Estados Europeus, nos quais se incluem Espanha e França, países que fazem parte do espaço natural de atuação da frota portuguesa.

Poder estar incluído, desde uma fase ainda inicial, no grupo dos Estados que aderiram ao Protocolo constitui para as empresas de Transporte Rodoviário de Mercadorias uma mais-valia na sua capacidade competitiva a nível europeu que não podemos desperdiçar.
A ANTRAM, enquanto membro da IRU, encontra-se já envolvida no processo de implementação do CMR eletrónico, que trará uma maior transparência aos mercados nacional e internacional de transporte rodoviário de mercadorias. Este processo permitirá agilizar a formalização do contrato de transporte e facilitar as relações entre as partes intervenientes nas operações de transporte – possibilitando que cada interveniente acompanhe, online, o processo de cada transporte, desde o início até à faturação, passando pelo momento da carga e pela entrega do bem ou da mercadoria ao destinatário final.

Com o E-CMR, a redução da burocracia e o desaparecimento da documentação em suporte de papel será uma realidade, como também o será a garantia da manutenção e preservação dos dados e da informação neles contidos. Tendo o E-CMR, o suporte da IRU, uma das maiores associações empresariais a nível mundial, é um importante fator de fiabilidade de todo este projeto.
O primeiro passo foi dado através do contacto realizado com a nossa congénere espanhola ASTIC (Asociación del Transporte Internacional por Carretera), impulsionadora do processo no seu país, e com a declaração de intenções já manifestada à IRU, nos termos a partir dos quais a ANTRAM irá desenvolver todas as diligências para que Portugal venha a ser o próximo país a ratificar o Protocolo E-CMR.

Logo_ANTRAM