test

Participação Positiva de Tomás Martins em Palmela

0

 

Foi no passado fim de semana que decorreu a penúltima etapa do CNK, disputada no Kartódromo Internacional de Palmela. Com 11 participantes à partida, previa-se uma competição dura para todos os pilotos, com o andamento ser muito parecido entre todos. E assim foi. Depois dos treinos livres de sábado de manhã, ficou provado que qualquer erro nos Treinos Cronometrados seria penalizante, pois esta pista não tem muitos pontos de ultrapassagem. 

O Tomás consegui alcançar a 6ª posição para a 1ª Corrida de Qualificação com uma diferença para o 1º de meio segundo. Portanto tudo muito junto. O Tomás acabou a corrida novamente na 6ª posição muito perto do 1º. Somente 3 segundos depois…

No domingo,, o Tomás para a MQ2 iria partir novamente de 6º. Mas desta vez, a mecânica do Kart começou a dar alguns problemas. Mesmo assim alcançou a 6ª posição, mas mais longe do grupo da frente.

Com o conjunto dos resultados, o Tomás partia da 6ª posição para a Corrida Final.

Foi uma partida como nunca se viu, pois a velocidade na entrada da reta da meta era alta, quase parecia que já estavam em ritmo de corrida. Por causa disso, o Tomás como todos os outros pilotos que estavam na linha de fora, não conseguiu manter-se dentro dos corredores. 

No final das 12 voltas, o Tomás, mais uma vez acabou em 6º, mas já bem depois da corrida ter acabado, levou uma penalização de 3 segundos, por estar com 2 rodas fora do corredor aquando do sinal verde ter caído. Ou seja foi penalizado por estar a entrar no corredor!!! Isto não devia ter acontecido, pois a direção de prova é que não devia ter dado a partida. Com a penalização, o resultado final foi a 7ª posição. 

“Sinto-me que fui roubado numa posição. Sei que estava fora do corredor quando o sinal vermelho apagou, mas estava a entrar e não a sair!! Protestei, mas o colégio de comissários desportivos não quis assumir o erro da direção de prova. Se fossem corretos, não teriam penalizado ninguém, mas como não quiseram penalizaram-me em 3 segundos. Não é pelo resultado final, mas sim pelo princípio, já que a opinião foi unânime que a partida nunca deveria ter sido dada. De resto foi um fim de semana muito disputado, onde estou contente com a minha prestação em pista. Pena foi que o Kart no domingo não correspondesse da mesma maneira que sábado, mas mesmo assim dentro das possibilidades não foi mau.”

O Tomás vai agora de ferias voltando á pista nos dias 2 e 3 de Setembro para a última corrida do campeonato que irá acontecer no Kartódromo do Bombarral.

Resta agradecer a todos que tornam este projeto possível, em especial à ART Pro Racing, Campingaz, Meritis e AEGA.

 

tomas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.