test

Campeão Araújo não vence mas convence em Vila Real!

0

 

A prova do Super Seven by KIA 2017 que se realizou este fim-de-semana no circuito citadino de Vila Real não foi fácil para o campeão em título, Hugo Araújo. O piloto do Caterham R300 #99 apoiado pelo Grupo COPEFI, TUDOR, GVB, SEEGNO, TRAMA, RVP, S&B Motors, OPT, Autódromo Virtual de Braga, Playdriver, TheRacingMindCoach e peperacingdesign tinha o objectivo de vencer no traçado transmontano, repetindo o feito da última visita dos Seven a Vila Real, em 2014. No entanto, uma qualificação menos conseguida, parecia deitar por terra as aspirações a um bom resultado.

“Infelizmente durante os treinos livres não fui capaz de perceber que o Setup não era o ideal para este traçado. Como arranquei com pneus novos e também como achei que não fazia sentido atacar desde logo o cronómetro, achei que tinha margem de progressão mantendo o Setup definido” refere o piloto. “Para piorar, o Nuno (Santos) bem mais experimentado em termos de afinações do que eu nem rodou devido à interrupção do treino por óleo na pista”.

Os pilotos do Seven #99 partiram para o treino cronometrado concentrados em extrair o máximo do potencial do seu 420R, mas o melhor que conseguiram foi a sexta posição à geral para ambos. “Não estou satisfeito com este resultado. Sei que podemos fazer muito melhor e estou certo que a minha equipa nos irá entregar um carro a 100% para a prova de amanhã” comentava o piloto bracarense logo após o treino cronometrado. O piloto que antes da prova comentava que o lugar obtido na qualificação não era decisivo mesmo apesar de se tratar de um circuito citadino, teria de provar isso mesmo na corrida que se disputaria no Domingo.

Partindo da sexta posição Hugo Araújo adotou uma toada cautelosa no início da corrida “sabemos que ninguém ganha uma corrida na primeira volta, muito menos num circuito citadino” – comentava o piloto, chegando inclusivamente a ser ultrapassado por um adversário caindo para o sétimo posto. “Estava a tentar adaptar-me às novas afinações mas com cautela para não cometer erros. A CRM Motorsport e todo o seu Staff fizeram um trabalho estupendo pois entregaram-me um carro totalmente diferente e no qual eu estava a começar a sentir-me cada vez mais confortável.”

O piloto demorou algum tempo a entrar no ritmo e chegou a rodar mesmo a cerca de 3 segundos do 6º classificado e mais de 14 para os líderes da corrida, mas assim que a confiança no carro que a sua equipa lhe entregou foi crescendo, Hugo Araújo passou a ser o piloto consistentemente mais rápido em pista e encetou uma recuperação notável, principalmente num circuito tão difícil e exigente como Vila Real. “Julgo que fiz uma das melhores provas da minha carreira. Passar de 7º para 3º num circuito como Vila Real, num troféu tão equivalente e competitivo como este deixa-me satisfeito. Saio triste por não vencer a prova que tanto queria vencer, pelo público, pelos amigos, pelos patrocinadores e pelo significado que tem para mim, mas acaba por ser uma boa operação para o campeonato tendo em conta a posição em que estávamos no início da corrida.”

Hugo Araújo terminou a prova no 3º lugar da geral e 2º entre os portugueses quando a mesma foi interrompida devido a um acidente na zona da rotunda da MCoutinho. O piloto inicia agora o período de pausa regressando à competição em Jerez La Frontera nos dias 23 e 24 de Setembro.

 

press_vilareal1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.