Race Ready apresentou as Classic Super Stock para 2017

0

 

  • Classic Super Stock Calendário e novidades 2017

A Classic Super Stock é um campeonato para veículos Grupo 1 e 3 entre 1962 e 1981, pensada para ser a verdadeira expressão do Club Racing português. Numa época de recuperação económica em Portugal, novos pilotos que nunca tiveram hipótese de fazer provas de automóveis ou antigos pilotos parados podem, assim, realizar o sonho de participar em corridas e campeonatos de automóveis. Muito popular na sua época, a regulamentação grupo 1 permite participar com um veículo praticamente de série, apenas adicionando os órgãos de segurança. Esta ideia torna muito acessível a preparação de um carro para a competição assim como a aquisição do mesmo. Entre os modelos já existentes, a diversidade é palavra de ordem com 15 diferentes marcas já presentes, entre Renault 5 TS, passando pelos muitos e fiáveis Datsun 1200 até aos mais rápidos e pesados BMW 2002 e Ford Escort RS2000.

Cada fim-de-semana pode ainda ser dividido por 2 pilotos, possibilitando baixar os custos de cada fim-de-semana pelos 2. Em 2016, face ao crescimento do campeonato, as equipas foram avisadas que iriam começar a ser verificadas, de forma a garantir a igualdade técnica e a competitividade da competição. Infelizmente, muitas equipas tiveram de modificar os seus carros e o ano começou com apenas 13 carros na grelha de partida. A partir dessa prova, as grelhas tiveram durante um ano um crescimento constante, com 22 inscritos no Algarve e 26 inscritos na última prova de 2016, no Autódromo do Estoril.

Para 2017, a organização aposta em simplificar o campeonato com a diminuição do número de classes de 24 para apenas 13 classes, mas também em tornar a imagem e nome mais fácil de perceber para o público generalista e media. Continuando a ter um sistema de pontuação unicamente por classe, de forma a valorizar as vitórias quando as mesmas são disputadas com muitas equipas, a CSS terá um sistema de pontuação que dará mais pontos ao vencedor, em função do número de inscritos. Sobre o calendário, a organização irá manter as 5 provas.

O campeonato irá começar a época no Autódromo do Estoril durante a visita do GT Open. Por outro lado, os carros de grupo 1 terão a possibilidade de voltar a Vila Real, que tem grande tradição em Vila Real com vitórias de Ernesto Neves, Pêquêpê, ou Manuel Fernandes. Devido ao apertado horário de 2 dias, a grelha da CSS será em conjunto com o Historic Endurance, tal como aconteceu no Estoril em 2015 e em 2016 no Algarve. Obviamente, dado ao interesse na prova, as inscrições serão limitadas.

O jovem organizador Diogo Ferrão comentou: “Uma vitória é mais prestigiante em função do número de inscritos. Afinal correr sozinho e vencer não dá prazer a ninguém. Nos últimos anos, verificámos a existência em todas as competições de um crescente número de classes que por vezes nem os Pilotos sabem que ganharam. Queremos com esta medida que começa a inverter esta tendência, valorizando cada vitória e encontrando um bom equilíbrio. Gosto de pensar que no final do ano, os vencedores das classes vão receber e estimar aquele trofeu, pois foi ganho na sequencia de uma corrida e campeonato bem disputados. A notícia do regresso dos Grupo 1 a Vila Real e a integração da CSS na visita do GT Open ao Estoril permite que o calendário da CSS seja mais prestigiado, mais equilibrado e altamente atractivo para sponsors e equipas.”

Calendário Classic Super Stock para 2017:

Estoril GT Open – 28/30 Abril
Braga Festival of Speed – 04 Junho
XLVIII Circuito Internacional de Vila Real – 08/09 Julho *Integrada com grelha HE
Algarve Classic Festival – 27/29 Outubro
Estoril Racing Festival – 11/12 Novembro

 

CSSEstoril

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.