José Fontes e Inês Ponte no Pódio do Rali de Mortágua

0

 

José Pedro Fontes e Inês Ponte terminaram no 2º lugar o Rali de Mortágua, a sexta prova do Campeonato Nacional de Ralis.

A dupla da equipa Citroën Vodafone Team tudo tentou neste segundo dia da prova organizada pelos homens do Clube Automóvel do Centro (CAC) para suplantar os seus adversários. Mas, apesar do forte andamento imposto, tal tarefa revelou-se impossível.

Com este resultado, José Pedro Fontes viu encurtar a sua vantagem para os seus principais perseguidores, sendo agora de 26 pontos, quando faltam ainda disputar duas provas – Ralis Casino de Espinho e Casinos do Algarve – para terminar a temporada de 2016 do Campeonato Nacional de Ralis, mantendo todas as aspirações à revalidação dos títulos de Campeões Nacionais de Ralis de Pilotos e Navegadores.

O Nacional de Ralis prosseguiu este fim-de-semana, com a realização do Rali de Mortágua, como habitualmente organizado pelos homens do Clube Automóvel do Centro (CAC), prova que, no final da derradeira das 9 PEC da prova, garantiu à dupla do Citroën DS 3 R5 da Citroën Vodafone Team nº 1, formada por José Pedro Fontes e Inês Ponte, um valioso 2º lugar final.

Seguindo o programa estabelecido desde o arranque da presente temporada, o Citroën Vodafone Team, a dupla Fontes e Ponte alinhou nesta sexta prova do CNR, num programa que, recorde-se, é apoiado pela Milaneza, ExpressGlass, LG e Total, entidades parceiras deste projeto.

«Fizemos o que estava ao nosso alcance, mas desta vez não conseguimos vencer. Parabéns ao Pedro Meireles e ao Mario Castro pelo excelente rali e pela vitória. Seja como for, este foi um bom resultado em termos de campeonato. Somámos mais 21 pontos e continuamos na frente. Agora vamos começar a preparar o Rali Casino de Espinho onde queremos, obviamente, regressar aos triunfos.» esclareceu José Pedro Fontes, a propósito da sua prestação no Rali de Mortágua, no final do segundo e último dia da prova.

Um dia em que o piloto foi o 3º mais rápido na PEC4, Tojeira 1, que abriu a parte competitiva nesta derradeira jornada, perdendo mais algum tempo na PEC seguinte (Rigueiras 1), onde foi apenas 5º. Vingou-se depois na segunda passagem por Tojeira, que antecedeu a pausa para almoço, onde foi o mais rápido, ganhando mais de 7s ao líder da prova e ficando a apenas 10s da liderança da prova.

A segunda e última Secção do Rali de Mortágua iniciou-se com o troço de Montebelo/Aguiera (23,20 km) onde José Pedro Fontes foi o 2º mais rápido, cedendo cerca de 5s ao líder da prova e ficando a 15,1s do comando. Na PEC seguinte, Rigueiras 2, a 8ª e penúltima deste Rali de Mortágua, o piloto que defende as cores da Citroën e da Vodafone voltou a ganhar terreno ao líder, iniciando a repetição de Montebelo/Aguieira com um fosso de 13,5s para Meireles, piloto que reforçaria a sua liderança, deixando assim Fontes no 2º lugar, piloto que nunca baixou os braços e tudo fez para conseguir garantir mais um triunfo nesta temporada.

CLASSIFICAÇÃO FINAL:

1º Pedro Meireles / Mário Castro (Skoda Fabia R5), 1h31m00,90s; 2º José Pedro Fontes / Inês Ponte (Citroën DS 3 R5), a 31,5s; 3º Miguel Barbosa / Miguel Ramalho (Skoda Fabia R5), a 1m16,4s; 4º Carlos Martins / Daniel Amaral (Citroën DS 3 R5), a 2m42,1s; 5º João Barros / Jorge Henriques (Ford Fiesta R5), a 3m10,8s.

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO NACIONAL DE RALIS (após 6 provas)

1º José Pedro Fontes, 141 pontos; 2º Pedro Meireles, 115; 3º Miguel Campos, 71; 4º Miguel Barbosa, 69,75; 5º João Barros, 53,75.

 

cvt_mortagua4

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.