Hugo Araújo vence e desfaz fantasma de Silverstone

0

 

  • Hugo Araújo desfaz fantasma de Silverstone com pole position, volta mais rápida e vitória categórica

Hugo Araújo, que em 2012 esteve perto de garantir um contrato profissional com a Nissan ultrapassando mais de 830.000 candidatos europeus, regressou este fim-de-semana a Silverstone para disputar o Super 7 Inter Series. O piloto, que não conseguiu evidenciar o seu talento na corrida final em 2012, estava disposto a redimir-se nesta passagem pelo mítico traçado britânico.

Apoiado pelo Grupo COPEFI, Seegno, GVB, OPT, TRAMA, RVP, Playdriver, GTCompetizione – Autódromo Virtual de Braga e The Racing Mind Coach, o piloto partiu para terras de sua Majestade com os objectivos bem traçados: “Tenho por objectivo lutar pelas vitórias em todas as provas, mas confesso que esta era especial. Tinha bem definido na minha mente que queria redimir-me neste palco, e só o conseguiria se fizesse o pleno, vitória, pole e volta mais rápida do fim-de-semana.”

Ciente das dificuldades uma vez que está inserido num fortíssimo e competitivo grupo, Hugo Araújo obteve a pole position para a corrida1. Saindo do primeiro lugar da grelha, Hugo Araújo atacou desde logo e ganhou uma margem confortável.

“A minha estratégia passava por aproximar-me dos pilotos ingleses mais rápidos. Depois de ver que o piloto P. Jenkins era o mais rápido da classe SS, decidi ir ver qual era o seu carro e memorizar a sua traseira. Foi com isso em mente que, aliado a um bom arranque, rapidamente distanciei-me do pelotão nacional”. E a estratégia acabaria por resultar, uma vez que, o piloto bracarense conseguiu a melhor volta de um Seven nacional neste período, sendo inclusive mais veloz que o mais rápido dos pilotos ingleses da classe SS.

Com a vantagem conquistada para o pelotão nacional, passou a lutar de igual para igual com o líder da classe SS, mais potente do que os Seven nacionais – “foi uma luta muito divertida em pista, com muito fair-play. Na última volta, mesmo na penúltima curva tinha a posição para fazer a ultrapassagem, mas uma viatura parada em pista neste local fez com que a zona estivesse mediante bandeiras amarelas e decidi não consumar a ultrapassagem, tendo cortado a meta muito próximo do líder da classe SS.”

No final da corrida Hugo Araújo não conseguiu esconder a emoção deste regresso a Silverstone para desta vez vencer categoricamente em solo Britânico.

“Aquela volta final a Silverstone, a caminho do pit-lane, nos mais de 5kms de extensão do traçado trouxe um turbilhar de emoções, regresso ao passado e olhos bem-postos no futuro. Fez-me sentir que definitivamente estava a fechar a porta a algo que nunca tinha ficado bem resolvido comigo mesmo.”

O piloto reforçou ainda o trabalho técnico da CRM Motorsport na preparação do seu Seven “Estava perfeito. Sem dúvida mais um grande trabalho desta equipa técnica” lembrando também os seus patrocinadores “acompanharam sempre, in loco e outros à distância, mas sempre muito presentes. A eles devo todas estas oportunidades” e aos seus fans, amigos e família que se desdobraram em felicitações durante todo o fim-de-semana.

Na corrida 2 o companheiro de equipa Nuno Santos conquistou o 2º lugar fazendo do Seven #99 o Seven nacional mais vitorioso no fim-de-semana de Silverstone.

“O Nuno é um piloto fantástico, dentro e fora das pistas. Apoiou-me imenso durante o fim-de-semana e fez uma grande corrida na sua manga, de trás para a frente depois de um mau arranque. O 1º e o 2º lugar mostram que estamos em sintonia nos objectivos para este ano.” Hugo Araújo prepara agora a deslocação ao circuito de Rockingham, novamente em Inglaterra, para a segunda prova do Super Seven Inter Series.

 

silverstone_rescaldo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.