Queda acaba com hipóteses de chegar ao título

0

 

Miguel Oliveira  iniciou hoje a nona prova do Campeonato do Mundo, que marca o final da primeira parte desta temporada dando início a uma breve paragem de verão para descanso, de uma forma negativa. O piloto luso, que tem sido um dos principais protagonistas da categoria mais baixa do Moto GP, com uma participação exemplar, mais uma vez não teve a sorte do seu lado.

Uma queda nas primeiras voltas do primeiro treino livre do fim-de-semana, acabou por levar a uma lesão do piloto que partiu o osso meta-carpo da mão esquerda, conforme explica: " Estava bastante confiante e motivado para esta prova e esta queda estava completamente fora dos planos. Estava realmente a uma velocidade baixa na primeira curva, quando de repente me sinto a voar. Percebi que algo estava errado, tirei a luva para verificar e percebi imediatamente que tinha partido o meta-carpo e que o meu fim-de-semana ficava por ali. " 

O jovem piloto iniciou esta temporada no Qatar, tendo dominado em quase todas as sessões de treinos, mas acabou por ser derrubado por outro piloto na primeira curva. E, apesar de ter feito uma recuperação digna de apenas grandes pilotos, não conseguiu aí averbar qualquer ponto para o campeonato. As suas qualidades têm permitido à KTM desenvolver ao longo desta temporada uma moto capaz de conseguir vencer a fortíssima concorrência por três ocasiões esta temporada, sendo que duas pela mão de Miguel Oliveira.

 Já Austin, foi outra das corridas onde também não pontuou devido a um comportamento estranho da sua moto e que o levou à desistência após uma queda. Contudo, em nenhuma das ocasiões o piloto de Almada se desviou do seu objectivo: lutar pelo título do campeonato do mundo, como refere:

"Este é apenas mais um contratempo que eu e a minha equipa temos que ultrapassar. Sinto pela equipa e por mim porque trabalhámos muito para poder chegar ao topo. As corridas também são feitas contratempos, e neste caso permite  que o líder esteja cada vez mais líder. Sinto que estou bem preparado e que em Indianapolis estarei altura para voltar a dar luta com a minha equipa" explica o jovem de Almada. 

O piloto deverá ser operado por estes dias para que a sua recuperação seja mais rápida." Tenho a opção de ser operado e é isso que vou fazer. É uma pequena cirurgia que me vai ajudar na recuperação e nesta fase que já atingi o meu crescimento máximo,  não me trás qualquer prejuízo. Não quero deixar de agradecer as meus fãs e patrocinadores todo o carinho que me têm demonstrado." Remata.

 

moliveira100715

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.