Nacionais de Clássicos e Legends Cup no Estoril

0

 

Os Campeonatos Nacionais de Clássicos e o Campeonato Nacional “Legends Cup”, prosseguem no próximo fim-de-semana no Autódromo do Estoril.

A abertura da época na pista de Braga, comprovou que estas são as competições mais interessantes e fortes nesta altura no panorama da velocidade nacional. Está é uma clara recompensa para o eficaz trabalho de nível profissional desenvolvido pela ANPAC na orientação destas disciplinas, coadjuvada pela Full Eventos, identidade promotora dos Racing Weekends. 

Nesta próxima visita ao Estoril, apesar de algumas ausencias já esparadas, os Campeonatos Nacionais de Clássicos seram certamente das provas a seguir com maior interesse dado o espectaculo e nivel de presenças confirmadas

Tome conhecimento do que de melhor se passou no primeiro circuito do Ano.

CIRCUITO BRAGA

CNC 

Rui Costa vitorioso na primeira corrida dos clássicos

Rui Costa foi o vencedor da primeira corrida do Campeonato Nacional de Clássicos de 2015, levando a melhor na primeira corrida disputada no passado Sábado no Circuito de Braga. O piloto do Ford Escort RS 1600 suplantou Rui Alves, que em carro idêntico, foi o segundo a cortar a linha de meta a 5,016s de Costa. Rui Azevedo foi o terceiro, vencendo o Grupo 1 com o seu Ford Escort RS 2000.

Azar para Luis Barros, que partiu da “pole-position” para liderar durante as primeiras voltas, até um problema com o motor do Ford Escort RS do piloto nortenho, o ter obrigado a desistir. Francisco Pinto em BMW 2002 garantiu a vitória nos Históricos 71, na frente de Filipe Matias em Lotus Elan mas no final acabaria por vir a ser penalizado por ter ultrapassado sob bandeiras amarelas.

Paulo Antunes impôs o seu Datsun 1200 no Grupo 5, com o azar a bater à porta de Paulo Sousa, que apesar de ter terminado classificado na segunda posição deste grupo, iria capotar o bonito SAAB 96V4 no final a recta da meta num desentendimento com Arnaldo Marques.

Fernando Xavier em VW Scirocco foi o melhor nos Históricos 81, com Hernâni Conceição (VW Golf GTi) e Jorge Cruz (BMW 323i) a completarem o pódio. Com um Ford Escort RS 2000, Henrique Jordão foi o segundo no GR1, seguido por Paulo Duarte em VW Golf e Manuel Oliveira em Alfa Romeo 2000 GTV, este último forçado a abandonar a prova quando faltavam 4 voltas para o fim.

Rui Costa bisa na segunda corrida

Depois de uma emocionante luta nas primeiras voltas da corrida número dois do Campeonato Nacional de Clássicos este fim-de-semana no Circuito de Braga, Seria Rui Costa a levar a melhor, vencendo a prova com o seu Ford Escort RS. Depois de lutar “taco a taco” com Costa Rui Alves teve de se contentar com o segundo lugar final, ele que também tripula um Ford Escort RS.

Filipe Matias cortou a meta na terceira posição, conseguindo triunfar no Grupo H71, com Francisco Pinto a ser o segundo. Rui Azevedo finalizou a prova em quarto lugar vencendo o GR1, seguido por Henrique Jordão e Paulo Duarte. Fernando Xavier voltou a vencer entre os H81, grupo onde pontuaram também Hernâni Conceição, Jorge Cruz e Mário Marcão. Paulo Antunes saiu mais uma vez vitorioso no GR5, com José Castro a classificar-se em segundo lugar.      

CNC1300

Gonçalo Monteiro dominou entre os 1300

O jovem Gonçalo Monteiro brilhou nos 1300, conseguindo uma vitória dominante e que nunca esteve em causa ao longo da corrida. O piloto do Ford Escort 1.3GT finalizou a primeira corrida do fim-de-semana, com mais de nove segundos de vantagem para Vítor Araújo em Datsun 1200. Estes dois pilotos dominaram os H75,  a fechar o Podium este Carlos Santos com o seu Datsun 1200.

Nos H71  o vencedor foi Arnando Marques seguido de João Peixoto (Mini Cooper S)  e Fernando Carneiro em Mini 1275GT a fechar o podium. Rui Castro foi o sétimo na linha de meta, vencendo o GR1, com Ângelo Ribeiro a terminar no primeiro lugar dos H81, 12º da geral.    

Destaque para Nuno Soares (Datsun 1200) que na sua estreia obteve um excelente 4º Lugar nos Históricos 71 

Gonçalo Monteiro voltou a dominar nos 1300

Na segunda ronda do Campeonato Nacional de Clássicos 1300, o nome do vencedor nunca esteve em causa, com Gonçalo Monteiro a ascender à primeira posição logo no arranque, não sendo mais incomodado até ao final da corrida, obtendo uma vitória fácil com o seu bem preparado Ford Escort 1.3 GT.

A segunda posição final ficou na posse de José Fafiães, seguido por Carlos Santos, que completou o pódio nos H75. Quarto em termos absolutos, Arnaldo Marques venceu nos H71, grupo onde Israel pontes e Bruno Pires subiram igualmente ao pódio. Fernando Carneiro, Filipe Nogueira, Nuno Soares e João Peixoto foram os outros pilotos que pontuaram.

Ângelo Ribeiro (Ford Escort) levou a melhor nos históricos 81 onde não teve oposição, com Rui Castro a vencer o GR1 na frente de Luis Costa..

 

 

 

LEGENDS 

Manuel Barros vence  corrida atribulada

Manuel Barros venceu a primeira das duas corridas do Campeonato Nacional Legends Cup, impondo o seu Ford Sierra RS500 depois de uma corrida atribulada. Muita confusão na partida para esta prova com parte do pelotão, onde se incluíam o vencedor da corrida e o homem da pole, Vasco Barros em Mercedes 190E 2.3 16V, assim como André Pimenta em carro idêntico, a saírem das boxes.

Alexandre Nogueira em Honda Integra Type R aproveitou da melhor forma esta situação para liderar confortavelmente a corrida. A entrada do “safety car” a meio da corrida devido a ser necessário retirar da pista o Renault 5 GT Turbo acidentado de Kiko Mora iria juntar o pelotão. No reatar da corrida, Manuel Barros assumia a liderança da prova, enquanto primeiro líder da prova entrava nas boxes para solucionar um problema com o seu Honda.

Livre de oposição, Manuel Barros levava o Sierra RS500 ao triunfo na corrida e no grupo PH90 na frente de Hélder Pimenta em Mercedes 190E 2.3 16, segundo entre os PH90 e de Sérgio Pinto em Honda Civic, que venceu o Grupo Especial.

Excelente estreia para Sandra Fonseca em  BMW 325i, que terminou a corrida na quarta posição absoluta e completou o pódio nos PH90, com o primeiro líder da prova, Alexandre Nogueira, a regressar à corrida para ficar no quinto lugar, impondo-se no Grupo PH99.  

Excelente prova de Carlos Gonçalves, segundo nos PH99 e vencedor entre os 1300. José Meireles foi o sexto na linha de meta, levando o seu Toyota Corolla Coupé ao triunfo no Grupo PH85. Com um Citroen AX Sport, Paulo Mendes foi o sétimo classificado, sendo segundo nos 1300 e terceiro nos PH99. 

João Sousa em Opel Kadett GSi foi quarto nos PH90, nono absoluto, tendo atrás de si o Autobianchi A112 Abarth de Abel Marques, que fechou o pódio dos 1300.

Azar para Vasco Barros, que completou apenas 2 voltas, com problemas no bonito Mercedes 190 ex-DTM, a obrigarem o jovem piloto a desistir nas boxes, assim como para Edgar Florindo e Francisco Mora, impedidos de alinhar na corrida com problemas nos seus Toyota Carina. Marco Guerra foi outro dos azarados de Sábado, completando somente duas voltas com o seu Opel Kadett GSi. 

Recuperação e triunfo para Vasco Barros

A segunda corrida do campeonato Legends Cup, que abriu na manhã de Domingo as “hostilidades” no Circuito de Braga, teve por vencedor Vasco Barros em Mercedes 190E 2.5 16V.

O jovem piloto recuperou desde o fundo da grelha, sempre ao ataque, Vasco Barros aproximava-se do líder e consumava a ultrapassagem a meio da corrida, não sendo mais incomodado até ao final, vencendo com cinco segundos de vantagem para Manuel Barros, com este último a vencer entre os PH90.

No terceiro lugar, primeiro da categoria PH99, ficou Alexandre Nogueira em Honda Integra Type R, Hélder Pimenta, que depois de ser o terceiro classificado ao longo da primeira fase da corrida desceria para a quinta posição final, segundo nos PH90.  

Excelente prova de Paulo Mendes, que venceu a categoria 1300 e ficou na quarta posição absoluta. Depois de resolvidos os problemas no Carina, Francisco Mora alinhou na corrida que finalizou na sexta posição, completando o pódio nos PH99.

Sérgio Pinto foi segundo no Grupo Especial, atrás de Vasco Barros, enquanto José Meireles triunfou na categoria PH85, chegando ao final da corrida na oitava posição absoluta. O último lugar disponível no pódio dos PH90 foi para João Sousa.

Carlos Gonçalves foi décimo e levou o Uno ao segundo lugar dos 1300, na frente de Sandra Fonseca e Marco Guerra, respectivamente, quarta e quinto nos PH90. Kiko Mora foi o 13º na linha de meta, ocupando o segundo posto dos PH85, pódio que foi fechado por Abel Marques.

 

IMG_6082

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.