Ensaiamos o Lexus IS300H F Sport Hybrid!

0

Se está no mercado à procura de um carro topo de gama compacto do segmento D, terá certamente a tentação de olhar para os BMW série 3, os C Class da Mercedes ou para os Audi A4. A estes carros de prestígio, junta-se agora o Lexus IS300H F Sport Hybrid, automóvel este, que tivemos oportunidade de testar a convite da Lexus Portugal.

Ao saber que íamos ter a oportunidade de experimentar o novo Lexus IS300h F-Sport Hybrid, a primeira ideia que nos vem à cabeça é o "futuro" e "tecnologia", e lembramo-nos de imediato que todas as grandes marcas estão a chegar ao mercado com as suas soluções híbridas já muito desenvolvidas, onde se destacam a Porsche com o seu novo 918 Spyder, a Ferrari com o La Ferrari, a Audi com o R8 e-tron e naturalmente a Toyota, pioneira no desenvolvimento da tecnologia das motorizações Híbridas.

Este Lexus é um carro definitivamente muito apelativo esteticamente. Uma frente agressiva com um belo design, linhas fluídas, uma aerodinâmica muito cuidada, no fundo, um excelente trabalho dos homens da marca nipónica, que apesar das várias linhas de inspiração possíveis de discernir no desenho exterior do IS 300H, criaram efectivamente um modelo que faz a diferença em relação à concorrência.

Ao entrarmos nesta mais recente versão do modelo IS, notamos o excelente ambiente do habitáculo, bem equilibrado entre o design futurista e arrojado, com um certo "classic feeling" em coerência com a tradição da marca, onde impera o bom gosto, a qualidade da construção e dos materiais utilizados. A ergonomia é excelente, com os bancos da frente a mostrarem-se muito confortáveis e com um excelente apoio lateral, factos que iríamos comprovar uma vez iniciado o teste dinâmico do Lexus IS 300H F Sport Hybrid.

Para aqueles que procuram o detalhe e o automatismo, encontrarão neste carro tudo o que procuram, num habitáculo de luxo onde todos os detalhes foram cuidados e pensados para o conforto do condutor e dos seus passageiros. Estes últimos, e sempre que ocupem o banco traseiro, terão um amplo espaço para as pernas, assim como uma enorme comodidade geral.

Em termos de segurança o Lexus está exemplarmente equipado com 8 airbags. Os dianteiros de duplo estágio, airbags para os joelhos do condutor e passageiro, airbags laterais à frente e atrás, bem como airbags cortina a todo o comprimento do habitáculo. Outros sistemas de segurança disponíveis incluem um novo sistema de monitorização do ângulo morto – “Blind Spot Monitor” (BSM), um alerta em marcha atrás para o risco de colisão com veículos que possam surgir lateralmente – “Rear Cross Traffic Alert” (RCTA) e sistema de monitorização de pressão de pneus independente – “Auto Location Tire Pressure Warning System” (AL-TPWS).

Os excelentes manómetros do tablier, inspirados no fantástico LFA da Lexus, assumem duas disposições independentes, através dos comandos no volante e de um sistema motorizado de grande nível. Temos facilmente a sensação de estarmos dentro de um "jogo", pela dinâmica de rolamento e pela apresentação da informação a bordo, o painel digital central move-se para revelar mais informação, o conta-rotações fica vermelho quanto maior for o regime que atinge.

No centro do tablier, o LCD cumpre a sua missão informativa com distinção~, controlando os avançados sistemas multimédia, com múltiplas opções de conectividade – o novo sistema “Lexus Connected Services” – que apresenta informação de trânsito em tempo real e informação sobre estacionamento. Destaque ainda para a nova geração do sistema de navegação.

O espaço na mala não sofre praticamente nenhuma redução no seu volume derivado às baterias do sistema híbrido que equipa o Lexus, com os engenheiros a conseguirem colocar estas mesmas baterias por baixo do chão da bagageira. 450 Litros é o volume disponível, valor que não deslustra o Lexus em relação à concorrência.

Encontrada a posição ideal para conduzir o IS 300H F Sport, partimos para vários ensaios dinâmicos, tanto em auto-estrada como em cidade, numa tentativa de avaliar o trabalho desenvolvido pela Lexus neste capítulo.

A primeira reacção que temos é sempre a mesma com um automóvel híbrido, o 1º movimento em pleno silêncio, o conforto da suavidade com que nos deslocamos é ambíguo, se por um lado apreciamos o conforto, por outro sentimos a sempre a falta do som do motor…

Ainda assim a impressão é muito positiva com o Lexus a mostrar-se um óptimo citadino, obviamente confortável e muito à vontade neste ambiente, situação que advém da grande facilidade de utilização da caixa E-CVT automática que equipa esta versão híbrida do Lexus IS 300H F Sport Hybrid.

A direcção assistida electricamente, é extremamente precisa e constitui também um dos factores que ajudam ao bom “feeling” sobre o Lexus. Os tradicionais “pára-arranca” citadinos, são contornados com inegável elegância e silêncio, com o modo eléctrico a entrar em acção, factor que contribui também para o reduzido consumo deste automóvel.

O IS 300h Hybrid tem um motor atmosférico de quatro cilindros movido a gasolina, com 2.5 litros de cilindrada e que debita 181cv, a que se junta um motor eléctrico de 143cv, para uma potência final de 220cv. A aceleração dos 0-100kmh faz-se em cerca de 8,3 segundos, podendo acelerar dos 80 aos 120 km/h em apenas 6,2 segundos, atingindo uma velocidade máxima de 200 km/h. O motor de combustão ao ser ajudado pelo motor eléctrico, tem uma entrega de potência em tudo idêntica ao motor Diesel, cheio de binário disponível, mas com a deliciosa sonoridade e elasticidade do motor de combustão.

A passagem para a auto-estrada desvenda um excelente chassis, com o Lexus a denotar um excelente comportamento em curva, fazendo-nos esquecer que estávamos perante um tracção traseira, pela forma equilibrada e pela quantidade de aderência que mantém à estrada. Aqui há que salientar o impecável trabalho feito pelos técnicos japoneses no que se refere à distribuição de pesos (50/50) e comportamento dinâmico do F Sport. As rodas de 18 polegadas equipadas com pneus de perfil ultra baixo, dão igualmente uma preciosa ajuda neste capítulo.

Para um carro que se quer desportivo e que adopta mesmo essa designação, como é o caso do Lexus IS 300H F Sport, existe um ponto menos positivo e que não podemos deixar de referenciar. A caixa de velocidades híbrida de variação continua controlada electronicamente (E-CVT), utilizada neste hibrido e o respectivo sistema de manuseamento, não se encaixa de todo no universo de um carro desportivo.

Se este órgão mecânico cumpre com distinção as suas funções para trajectos citadinos ou de passeio em vias rápidas, não está mesmo há altura para quem pretende ou prefere utilizar amiúde uma condução mais desportiva. Nem o facto de os engenheiros da Lexus terem dotado o volante com patilhas de accionamento da caixa de velocidades, – que por opção pode ser utilizada num modo semiautomático -, vem “ajudar à festa”, até porque as trocas efectuadas por essa via são praticamente virtuais.  

Nota muito positiva para os travões deste Lexus IS 300H F Sport Hybrid, que para além de terem a função de recarregar as baterias eléctricas, oferecem um excelente desempenho no que toca à segurança e capacidade de travagem, que é óptima.

Também muito positiva é a questão dos consumos, com este Lexus a revelar-se muito contido neste capítulo, como o provam as excelentes médias anunciadas pela marca e que comprovamos na generalidade. O IS 300H F Sport apresenta um consumo combinado de 4.3 l/100 km e emissões de CO2 líderes de categoria, com apenas 101 g/km.

Para estes consumos em muito contribui o novo sistema “Drive Mode Select”, que apresenta até 4 modos de condução seleccionáveis – ECO, NORMAL, SPORT/SPORT S e EV, para optimizar as características de economia, conforto, desempenho e agilidade preferidas pelos condutores.

Ponderando todos os prós e contras, a nossa opinião final sobre este automóvel é muito positiva, constituindo uma excelente alternativa aos naturais concorrentes Diesel alemães, mostrando-se como uma lufada de ar fresco no panorama actual. O Lexus IS 300H F Sport é um carro que chama a atenção por onde passa, embora a sigla F Sport lhe dê um carácter mais desportivo do que na realidade tem em termos dinâmicos, talvez pelo seu design rasgado e esculpido, onde destacamos a frente e as proporções da vista lateral.

Na verdade, estamos a descobrir novas fronteiras, novas dinâmicas e onde a eficácia é a palavra principal a ter em conta, e sem dúvida alguma, a Lexus é um trunfo importante neste domínio. Ao deixar o Lexus IS300H F Sport Hybrid e voltar para um automóvel convencional, rapidamente percebemos que estivemos a dar um passo para o futuro…

Galeria de imagens:

 

Texto: Luís Lopes e Miguel Rocha
Fotos: Miguel Rocha

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.