Félix da Costa em Sebring no ataque ao título Mundial de resistência

0

Tem inicio este fim-de-semana, em Sebring, Estados Unidos, o Campeonato Mundial FIA de Resistência (WEC). António Félix da Costa volta a representar as cores Lusitanas ao volante de um protótipo da categoria LMP2, representando uma vez mais a equipa JOTA, juntamente com os seus colegas de equipa Roberto Gonzalez e Will Stevens.

Depois de ter conquistado o vice campeonato em 2020 e o 3º lugar em 2021, António Félix da Costa parte este ano com o objetivo de lutar pelo título Mundial de Resistência, na categoria LMP2. O piloto Português é um dos pilotos mais bem cotados no pelotão deste disputado campeonato e inicia esta 6ª feira a época, nas míticas 1000 milhas de Sebring, AFC disputa já hoje as sessões de treinos livres e amanhã a qualificação, que determinará a grelha de partida para a corrida, que tem lugar na 6ª feira.

A aposta na continuidade foi um factor determinante para Félix da Costa se manter na equipa JOTA, onde há três anos partilha o carro com Roberto Gonzalez, e agora também com o Britânico Will Stevens, que substitui Anthony Davidson. Uma super equipa que tem mostrado toda a sua velocidade nos dois últimos anos e que quer este ano lutar pelo título. Para AFC a mentalidade é “estar fora de toques, problemas e penalizações, temos de procurar fazer uma corrida isenta de erros e trazer sempre, em todas as corridas, bons pontos para casa. Este é o segredo para se ganhar o campeonato, consistência. O nível de competitividade do WEC é muito alto na LMP2 e este ano será ainda maior, entraram muitas equipas novas e pilotos muito rápidos. Dos 15 carros inscritos atrevo-me a dizer que dez têm reais chances de lutar pelas vitórias. Este fim-de-semana em Sebring vai ser interessante ver onde estamos, mas não escondo que o objetivo é lutar pelo título Mundial, que nos escapou por pouco nos dois últimos anos.”

A edição 2022 do FIA WEC inicia-se assim este fim-de-semana em Sebring, com as 1000 milhas (ou 8 horas de duração), com uma grelha composta por 37 carros, com principal incidência na categoria LMP2, que conta com quinze carros inscritos. As restantes categorias contam com quatro carros na Hypercar, cinco na GTE PRO e treze na GTE AM. Tudo a postos para este inicio de temporada, que inicia já hoje a ação, com as sessões de treinos livres. Amanhã disputa-se a qualificação e na 6ª feira a corrida, com 1000 milhas ou duração de oito horas. Grande parte da corrida pode ser acompanhada em direto no Eurosport, numa transmissão que inicia às 17h25 e termina às 00h30.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.