Pedro Almeida com início de campeonato difícil

0

Fafe recebeu a primeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR) e também do Europeu (ERC – European Rally Championship), com o Pedro Almeida e Mário Castro a fazerem também a estreia juntos ao volante do Skoda Fabia Rally2 Evo.

E se no final o Rally Serras de Fafe acabou por ser positivo no que à classificação diz respeito, a verdade é que os dois dias de prova foram muito difíceis. «Foi duro!» começou por descrever Pedro Almeida. «No primeiro dia pagamos a fatura de sair muito atrás, resultado de um mau qualifying e encontramos a estrada com muita água e lama, a que se juntou em alguns dos troços o nevoeiro. Acabamos por gerir o andamento, focados em não cometer erros, que nos atirassem para fora de estrada».

Na estreia quer com o carro quer com Mário Castro como navegador, o piloto tirou ilações positivas. «Nestas condições o papel do Mário foi fundamental, porque muitas vezes conduzimos às cegas. Ao longo de toda a prova também sentimos que fomos evoluindo e esse é um bom indicador» acrescentou Pedro Almeida, que disse ainda estar satisfeito com o quinto lugar final no CPR, «Positivo tendo em conta todas estas circunstâncias».

No segundo dia de Rally, com a prova apenas a pontuar para a classificação final do ERC, e já com melhores condições, Pedro Almeida sentiu algumas melhorias. «Andamos um bocadinho melhor e mais ou menos nos tempos do pelotão da frente dos pilotos nacionais, e por aí foi positivo. Sabemos que temos muito trabalho pela frente, mas também que o caminho será melhorar e isso deixa-nos confiantes para o futuro» disse.

Pedro Almeida e Mário Castro voltam a estar juntos já na próxima semana, nos Açores, num Rally que volta a ser pontuável para o CPR e para o ERC, entre os dias 25 e 27 de março.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.