Miguel Barbosa viveu momentos complicados nas dunas

0
  • Piloto do BP Ultimate Vodafone Team teve de receber ajuda de outro concorrente

Na nona etapa do 44º Rali Dakar com 287 km cronometrados, com início e fim em Wadi Ad-Dawasir, a dupla do BP Ultimate Vodafone Team, Miguel Barbosa/Pedro Velosa apostava em ter um segundo dia sem problemas. Mas eles apareceram num buraco nas dunas de onde foi difícil retirar a Toyota Hilux T1 Overdrive. Valeu um gesto de solidariedade de um outro concorrente. O Dakar também é assim!

“A etapa de hoje tinha algumas dunas e alguma areia mole. A primeira parte correu bem. Até ao refueling, instalado no quilómetro 140, correu tudo bem. Até aí fizemos algumas ultrapassagens, apanhámos algum pó, mas sem quaisquer problemas. Entretanto furámos logo ao início da segunda parte e mais tarde, perto do km 212 acabámos por cair num buraco nas dunas. Foi uma situação complicada e demorou a sair dali. A areia estava muito mole, estava muito calor. Ficámos com o carro preso à frente e atrás. É o pior que pode acontecer nestas situações. Tivemos de colocar as pranchas, demorámos muito tempo para tentar sair, tivemos de cavar e acabámos por só conseguir sair com ajuda de outro carro. Amanhã temos uma especial longa. Vamos tentar que corra tudo bem”, referiu à chegada a Wadi Ad-Dawasir o piloto do BP Ultimate Vodafone Team.

A décima etapa será disputada amanhã entre Wadi Ad-Dawasir e Bisha. Ao setor seletivo de 375 km cronometrados juntam-se 384 de ligação. A especial será particularmente agradável pela beleza das paisagens e será uma das mais rápidas desta edição. É necessário, no entanto, alguma prudência especialmente quando se trata de navegar pelas inúmeras interseções que são a marca registada das rotas sauditas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.