Super Seven by Toyo Tires despede-se em grande de Jerez de La Frontera

0

Com condições atmosféricas em tudo semelhantes ao primeiro dia da competição, o Super Seven by Toyo Tires regressou este Domingo ao Circuito de Jerez de La Frontera para a última etapa do seu programa desportivo.

A transmissão, via live-streaming, das derradeiras corridas do fim-de-semana nos canais oficiais da CRM
Motorsport — e com isso, a oportunidade de estas serem visionadas pelos amigos e familiares dos
pilotos —, fez com que o plantel nacional e os concorrentes britânicos da 7 Race Series entrassem em
pista ainda mais aguerridos.

CORRIDA 3

Saindo novamente da pole-position, José Carlos Pires arrancou bem e susteve os ataques de Lourenço
Monteiro, J. J. Magalhães e Diogo Tavares à entrada para a Curva 1. Numa partida frenética,
Magalhães e Monteiro não evitaram um pequeno toque, do qual saíram ilesos, momento em que
Tavares aproveitou para se fixar no 2º posto e colocar-se ao lado de Pires na reta entre a curva 4 e 5.

Na travagem para a curva 6, novo contacto, desta feita entre Monteiro e Calheiros Ferreira, novamente
sem repercussões, mas ilustrativa da combatividade com que os pilotos estavam a encarar os
momentos iniciais da corrida.

As trocas de posições sucediam-se de forma avassaladora, mas Pires parecia ser capaz de se manter à
margem do que sucedia atrás de si. Embora fortemente pressionado pelos adversários, o piloto da
Speedy Motorsport (Pires) mantinha o comando. Mas nunca conseguiu distanciar-se o suficiente para
se sentir demasiado confortável nessa posição.

Embora beneficiado pelo reagrupamento dos pilotos, após entrada do safety-car para remover o
Caterham de Dominic Geary (autor de um pião), a diferença final de apenas 0,5s para o colega de equipa
e 2º classificado Lourenço Monteiro ilustra-o perfeitamente. Diogo Tavares acabaria por concluir o
pódio, seguido de perto por J. J. Magalhães e de Luís Calheiros Ferreira.

Ao terminar na 5ª posição, o piloto da CRM Motorsport (Calheiros Ferreira) voltava a deixar em
evidência o excelente andamento que lhe tinha trazido um pódio no dia anterior, superando Gonçalo

Lobo do Vale, André Correia, Paulo Macedo (partiu de penúltimo e realizou uma corrida de trás para
frente para segurar um fantástico 8.º lugar), Nuno Afonso e Nuno Santos. Atrás do top 10,
terminaram Luís e Duarte Lisboa, Paulo Costa, António Nunes Almeida (que ingressou no pitlane na
volta de formação), Diogo Costa e Bernardo Bello.

A categoria 420R Gentleman voltou a ter como vencedor Nélson Gomes, que repartiu o pódio com
André Matos e José Kol Almeida. Na 4ª e 5ª posições da categoria encontramos Ricardo Pedrosa e
Fernando Costa.

Na 275R, assistiu-se igualmente a um novo triunfo de Luís Filipe Oliveira, que terminou este confronto
na dianteira de Francisco Figueiredo, Pedro Lacerda, Frederico Brion Sanches, Paulo Duarte e Dominic
Geary.

CORRIDA 4

A derradeira corrida do fim-de-semana foi interrompida logo no arranque, quando um toque entre dois
pilotos provocou uma ação em cadeia que obrigou à entrada do safety-car. Um cenário poucas vezes
visto na história do Super Seven by Toyo Tires, mas que faz parte do automobilismo e que não impediu
um final impróprio para cardíacos!

No retomar da prova, José Carlos Pires antecipou muito bem a saída do leading-car para ditar o ritmo
e assegurar que mantinha o 1º posto na travagem para a Curva 1. Mas Diogo Tavares estava atento e
não deixou que o líder da classe 420R Pro descolasse na frente. Sem demoras, o primeiro “S” entre a
Curva 2 e Curva 3 contava já com a companhia de Nuno Pires e num ápice colavam-se a este grupo
Gonçalo Lobo do Vale, Diogo Costa, Nuno Afonso e André Correia.

Uma vez mais, as trocas entre estes pilotos sucediam-se a um passo estonteante. E num momento em
que Gonçalo Lobo do Vale preparava o ataque ao 1º posto de Pires, depois de ter roubado o 2º lugar
de Tavares, eis que o piloto da Auto Restelo (Tavares) ficou na expectativa e tirou da manga mais uma
grande ultrapassagem para voltar a assumir a 2ª posição. Suspense até ao fim, numa última volta de
sonho, e a prova de que no Super Seven by Toyo Tires não existem resultados antecipados, quando
também Nuno Afonso esteve muito próximo de entrar no pódio desta corrida!

No 5º lugar, e com mais um sólido desempenho, encontramos Diogo Costa, seguido por Paulo Macedo,
André Correia, António Nunes Almeida, Luís Maria Lisboa, Luís Calheiros Ferreira, Bernardo Bello,
Nuno Pires e Nuno Santos.

A classe 420R Gentleman terminou com uma estreia no pódio, nomeadamente a de Benjamin Monnay,
que concretizou em Jerez de La Frontera a sua 1ª participação no Super Seven by Toyo Tires. Mas
igualmente com a companhia de Nélson Gomes (1º) e Ricardo Pedrosa (3º), traduzindo um fim-de-
semana globalmente muito positivo para estes pilotos.

Por último, destaque para a enorme batalha entre Pedro Lacerda e Francisco Figueiredo nos 275R,
com vantagem para o atual líder do campeonato, que viria a consumar a derradeira ultrapassagem nos
instantes finais da corrida. A acompanhá-los no pódio esteve o regressado Bernardo Gonzalez, que
repetiu o resultado obtido na 2ª corrida do fim-de-semana.

No que respeita à classificação dos pilotos da 7 Race Series, é de notar os desempenhos de Mark
Stansfield (420R), Jamie Winrow (275R) e Jay McCormack (275R), que se distinguiram nas respetivas
categorias.

Decorrida esta jornada em Jerez de La Frontera, o Super Seven by Toyo Tires regressa dentro de duas
semanas para a 1ª edição do Caterham Festival (prova extra-campeonato) e logo depois para a última
ronda da temporada 2021 no Estoril Racing Festival, ambas no Circuito do Estoril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.