Dupla Hall/Moore vence primeira corrida em Jerez

0

A dupla britânica Marmaduke Hall/Edward Moore, no Ginetta G55, venceu na tarde deste sábado, em Jerez de la Frontera, a primeira corrida da jornada de encerramento da SuperCars Endurance Series, com o primeiro daqueles pilotos a ver reforçada a sua candidatura ao título na classe GT4 PRO, cuja decisão, tal como sucede na classe TCR, está reservada para a segunda corrida a disputar na manhã de domingo.

“Estou imensamente feliz e só tenho que agradecer à equipa ter proporcionado condições para chegarmos à vitória”, referia Edward Moore, depois de completar o turno de condução iniciado pelo seu colega Marmaduke Hall e levar o Ginetta da Tockwith Motorsport ao triunfo absoluto, depois de ultrapassar o CUPRA TCR da dupla Rafael Lobato/Manuel Alves, vencedores da classe TCR, já na última volta dos 45 minutos de corrida.

“Procurei entregar o carro ao Manuel Alves com a maior vantagem possível e correu tudo bem, a nível de TCR, só foi pena não termos conseguido a vitória à geral, mas os GT4 como o Ginetta têm uma vantagem acrescida, que é a possibilidade de uma melhor gestão de pneus. Aliás, só nos passou quando faltava uma volta para a bandeira xadrez…”, comentavam Lobato e Alves que lideraram desde o início em termos absolutos, dominando em absoluto a classe TCR. A dupla Gustavo Moura/Luís Cidade, no Hyundai Elantra, centrou-se na prova de Daniel Teixeira, o rival de Moura na discussão do título, e cumpriu o seu objetivo, pois terminou a corrida à frente do piloto do CUPRA León.

“Não foi o resultado que ambicionava. Quando o Luís [Cidade] me ultrapassou dei-lhe, inadvertidamente, um ligeiro ‘toque’ e fiquei com o meu carro desalinhado. Mas, à parte disso, os adversários hoje estiveram melhores. As corridas são assim mesmo…”, palavras de Daniel Teixeira, que subiu ao pódio na sua classe e viu Moura aumentar a vantagem no campeonato para 14 pontos. Este último só tinha motivos para se mostrar satisfeito: “Foi pena o Luís Cidade ter-se atrasado um pouco na ultrapassagem ao Teixeira, mas esse tipo de situações também faz parte do jogo. O importante, e conseguimo-lo, era concluir a corrida e não cometer erros. Agora, amanhã, na segunda corrida, há que seguir a mesma estratégia”.

Ao somar a pontuação máxima correspondente à vitória na classe GT4 PRO, e sem qualquer oposição do McLaren 570S que na segunda metade da corrida, já com Gonzalo de Andrés ao volante, teve problemas de direção e “arrastou-se” até ao final, Marmaduke Hall vai partir para a corrida deste domingo com uma desvantagem de apenas 2 pontos face à dupla espanhola do carro britânico da SMC Motorsport.

Entretanto, o lituano naturalizado espanhol Andrius Zemaitis, no Porsche 981 Cayman MR, confirmou a conquista do título na classe GT4 Bronze e para isso nem necessitava de ficar à frente da dupla Piero dal Maso/José Carvalhosa, no Porsche 981 Cayman MR da Garagem João Gomes.

Jemma Moore, que já havia assegurado a conquista do título na classe GTC na jornada anterior, no Estoril, e voltou agora a fazer dupla com Aubrey Hall, teve uma tarde para esquecer, já que o motor do Ginetta G50 da Tockwith Motorsport não parou de falhar logo depois da partida.

Corrida 1:

1º, Marmaduke Hall/Edward Moore, Tockwith Motorsport, Ginetta G55, 46m43.521s
2º, Rafael Lobato/Manuel Alves, Veloso Motorsport, CUPRA TCR, a 3.253s
3º, Luís Cidade/Gustavo Moura, P&B Racing, Hyundai Elantra N TCR, a 14.075
4º, Daniel Teixeira, JT59 Racing Team, CUPRA León TCR, a 40.808
5º, Pedro Silva/Jorge Silva, Veloso Motorsport, Audi RS3 LMS TCR, a 1.01.742
6º, Andrius Zemaitis, Pro-GT, Porshe 981 Cayman MR, a 1 volta
7º, Guillermo Aso/Gonzalo de Andrés, SMC Motorsport, McLaren 750S GT4, a 1 volta
8º, Aubrey Hall/Jemma Moore, Tockwith Motorsport, Ginetta G50, a 1 volta
9º, Piero dal Maso/José Carvalhosa, GJG, Porsche 981 Cayman MR, a 1 volta

PROGRAMA DE JEREZ DE LA FRONTERA

Domingo (7 novembro)
12:55/13:40 – Corrida 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.