Lameiro, Ribeiro e Ferreira Campeões de Portugal em Lousada

0

O Eurocircuito de Lousada foi palco da primeira decisão da época de 2021 com os título de Super Car, Super 1600 Nacional 1.6 do RX Portugal by Diatosta a ficarem decididos.

Foi com um fantástico dia de sol e público a dar cor a metade das bancadas que pilotos e máquinas se juntaram em pista neste domingo para o encerramento de mais uma jornada do Campeonato de Portugal de Ralicross by Diatosta repleto de emoções e até mesmo com a atribuição de três títulos de forma antecipada.

Uma conquista antecipada que muito festejada por José Lameiro. Depois de um arranque de época muito complicado, e que chegou a colocar em risco a revalidação do título na Super Car, José Lameiro conseguiu dar a volta por cima e após uma prestação brilhante em Lousada, com a vitória nas Qualificações e depois na Final, acabou por garantir a manutenção da coroa. Atrás dele na Final ficaram Oscar Ortfeldt, de regressou ao RX Portugal by Diatosta após o aparatoso acidente de Sever do Vouga, e Bruno Gonçalves, que levou a cabo a segunda presença no Campeonato este ano.

Também com título antecipado a Super 1600 foi, como sempre, uma das categorias mais emocionantes da jornada. João Ribeiro, que já tinha garantido a conquista do quarto título no sábado e o triunfo nas Qualificações, foi com tudo para a Final, mas não teve a sorte do seu lado. Um toque com Mário Barbosa na primeira curva atirou-o para o final do pelotão. Ainda assim, o piloto do Skoda Fabia não baixou os braços e deu tudo para terminar no pódio. Um objectivo que acabou por não concretizar ao ficar-se pelo quarto lugar, mas que em nada ofuscou a brilhante época de 2021 que tem levado a cabo e a mais que merecida conquista do título.

Com tudo isto, quem acabou por levar a melhor e colocar um ponto final no domínio absoluto de Ribeiro nas Finais foi Joaquim Machado, que terminou no mais alto do pódio à frente de José Teixeira e Nuno Araújo.

Categoria em que também ficou decidido o Campeão de 2021 foi a Nacional 1.6. Uma prova dominada de fio a pavio por André Ferreira que, depois de levar a melhor nas Qualificações, apresentou-se a um nível à parte dos demais para vencer a quarta Final do ano, desta feita à frente de Leandro Macedo e de Jorge Costela. Um resultado brilhante que permitiu ao piloto do Peugeot 106 garantir a conquista antecipada do título.

Entretanto, no Cameponato de Portugal de Kartcross by Diatosta, emoções fortes de início a fim, ainda para mais com Tiago Ferreira a voltar a marcar presença depois do aparatoso acidente de ontem e uma passagem preventiva pelo hospital. Ainda assim, a luta pela vitória fez-se entre Alexandre Borges, Joca Gonzaga e Rui Nunes, os três a lograrem a subida ao pódio. Um desfecho que acabou por impedir o Campeão Nacional em título de garantir a quarta vitória consecutiva em Finais, mas que em nada prejudica a luta pela revalidação do título, não continuasse ele na liderança da tabela.

Enquanto isso, emocionante Final nas 2 Rodas Motrizes com a vitória para Luís Moreira mesmo ao cair do pano e pelo buraco da agulha. O piloto do BMW, o único tracção traseira da categoria, levou a cabo emocionante duelo com Adão Pinto ao longo de toda a corrida para chegar à última curva da corrida e optar por passar entre o Seat Ibiza de Fernando Silva, que tinha ficado parado, e o apex da última curva. Uma decisão determinante já que o Pinto foi por fora e viu-se completamente incapaz de responder, terminando no segundo posto, à frente da ainda Campeã nacional Andreia Sousa. Um resultado que em termos de Campeonato deixa ainda tudo em aberto entre estes últimos.

Já nos Iniciados, uma prova de grande mestria por parte do Campeão em título Rafael Rêgo. O jovem piloto do Citroën Saxo, que já tinha garantido a pontuação máxima nas Qualificações, não deixou os créditos por mãos alheias e levou a cabo prova exemplar para vencer a quinta Final da época, à frente de Gonçalo Novo e Gonçalo Rocha. Um resultado que deixa Rêgo a um passo da revalidação do ceptro.

O programa só ficou completo com mais uma ronda do Troféu Júnior de Kartcross by Diatosta, em que Hugo Bueno, não satisfeito com a pontuação máxima após as três corridas de Qualificação da categoria, assinou nova vitória na Final para garantir o terceiro pleno este ano. Um resultado que o deixa ainda mais isolado no topo da classificação. Atrás dele na Final ficaram Guilherme Matos, que também terminou o dia de ontem em segundo, e Miguel Martinez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.