Toyota Gazoo Racing apresenta pilotos para nova era no WRC

0
  • Lappi partilha o Yaris híbrido com Ogier. Evans e Rovanperä renovam para 2022.

A TOYOTA GAZOO Racing World Rally Team está a preparar-se para entrar em 2022, numa nova era do Campeonato Mundial de Ralis da FIA. Na próxima época, aos comandos dos três Yaris hybrid Rally1 oficiais, a Toyota vai contar com um conjunto de pilotos com experiência comprovada.

A 7 de outubro 2021, a Toyota confirma que Elfyn Evans e Kalle Rovanperä voltam competir e que vão disputar todos os eventos da época de 2022 no novo Yaris híbrido Rally1. Ambos os pilotos renovaram o seu contrato com a equipa, enquanto o sete vezes campeão do mundo, Sébastien Ogier, também irá continuar a competir em provas específicas, enquanto se prepara para terminar a sua longa e bem sucedida carreira nos ralis. Depois de já ter conduzido na classe rainha com a Toyota, o finlandês Esapekka Lappi irá partilhar o Yaris Hybrid Rally1 com Ogier.

TOYOTA GAZOO Racing entra agora numa fase crucial de desenvolvimento com o novo regulamento técnico para 2022, em que os carros passam a ser eletrificados com a tecnologia híbrida. Pode agora fazê-lo a contar com quatro pilotos que já ganharam ralis para a equipa e que a ajudaram a alcançar o sucesso no campeonato mundial.

Evans juntou-se à equipa no início de 2020 e rapidamente provou ser um candidato à vitória no campeonato, na busca de se sagrar campeão mundial em 2021, consegui triunfos importantes na Suécia e na Turquia e encontra-se em segundo lugar a pressionar o colega de equipa, Ogier. Depois de vencer também em Portugal no início desta época e na Finlândia o fim-de-semana passado, o galês de 32 anos e o seu co-piloto Scott Martin são candidatos ao titulo quando restam apenas duas provas para o fim da época.

Desde a sua chegada ao mais alto nível da competição, a época passada, Rovanperä adaptou-se de forma impressionante à equipa. O finlandês de 21 anos, sempre acompanhado por Jonne Halttunen, tornou-se recentemente no mais jovem vencedor de sempre na história do campeonato Mundial de Ralis, com uma vitória contundente no Rali da Estónia, acompanhado por mais um triunfo impressionante no Rali da Acrópole na Grécia, que cimentou a sua reputação como a mais jovem promessa da modalidade.

Em 2020, Ogier reclamou o seu sétimo título mundial, naquela que foi a sua primeira época ao volante do Toyota Yaris WRC. Tendo decidido prolongar a sua carreira a tempo inteiro no WRC por mais um ano em 2021, o francês de 37 anos, lidera agora a classificação com 24 pontos de avanço sobre Evans, tendo conquistado vitórias em Monte Carlo, Croácia, Sardenha e no Quénia. Enquanto procura outros desafios fora dos ralis, Ogier irá decidir quais as prova em que vai competir na próxima época. Julien Ingrassia, que tem estado ao lado de Ogier como o seu co-piloto em todas as suas vitórias e campeonatos, irá terminar a sua bem-sucedida carreira no final de 2021. No seu lugar estará Benjamin Veillas, que já trabalhou de perto com Ogier durante vários anos em testes e como parte da sua equipa em eventos em terra.

Lappi fez parte da equipa na sua época inaugural em 2017, e na sua quarta prova ao mais alto nível obteve uma vitória memorável, em casa, no Rali da Finlândia. Em 2018 os seus três pódios ajudaram a Toyota a ganhar o campeonato de fabricantes. Juntamente com o seu co-piloto Janne Ferm, o jovem de 30 anos regressou ao volante de um Toyota Yaris WRC privado, a semana passada, no Rali da Finlândia, mostrando todo o seu valor ao terminar em quarto lugar da geral. Agora volta a juntar-se à equipa para a nova era do campeonato mundial de ralis FIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.