Clássicos com jornada morna em Braga

0

Vitória de João Macedo e Silva em corrida sem grandes duelos


Em mais uma jornada Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos cumprida este fim de semana no Circuito Vasco Sameiro, integrada no Braga Racing Weekend 2 e finalmente já com público nas bancadas, possível graças ao rigoroso cumprimento das normas de segurança sanitária da Direção Geral de Saúde por parte da ANPAC e dos organizadores, o Cami Motorsport, decorreu na manhã deste domingo a primeira corrida com o triunfo a ser garantido por João Macedo e Silva ao volante do seu Porsche 911 RSR.

Numa corrida com poucos pontos de lutas em pista, fizeram-se valer as mecânicas sem grandes percalços ao longo das diversas voltas ao traçado do circuito bracarense. Depois de Macedo e Silva ter conseguido superar Rui Costa (Ford Escort S1600), pôde o homem do Posche 911 RSR avançar para um triunfo tranquilo, prosseguindo afinal a subida de produção ao longo do fim de semana depois de um sexto lugar nos treinos livres e de um segundo lugar nas qualificações, vindo a terminar com mais de 4,4 segundos de vantagem para Rui Costa, os dois homens mais rápidos entre os H75.

Nas demais categorias, nota para o quarto lugar de António Soares em Ford Escort RS2000, ele que superou entre os Grupo 5 Marco Pinto, em BMW 2020 TI, classificado no oitavo posto. Jorge Cruz (BMW 323i) terminou no sexto lugar da geral e na frente da categoria H81. João Paulo Lima (Alfa Romeo 1750 GTAm), com o 10º posto da geral, conseguiu a melhor prestação na categoria H71.

Rui Costa dominou segunda corrida após problema no Porsche de João Macedo Silva

A segunda corrida do Braga Racing Weekend 2 a contar para o Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos, começou com João Macedo Silva a aproveitar a “pole position” garantida pela vitória na primeira corrida.

Porém, problemas no Porsche 911 RSR levaram-no até às boxes, arredando o piloto da luta pela vitória. O piloto nortenho regressaria à pista impondo um ritmo impressionante, recuperando até ao 8º lugar final.

Com tudo isto, Rui Costa ficou sozinho na frente e a vitória acabou por ser um assunto fácil para o piloto do Ford Escort RS 1600. Rui Alves não tinha andamento para Rui Costa e limitou-se a assegurar a segunda posição.

Atrás dos dois primeiros desenvolveu-se uma interessante luta entre Mário Meireles, Jorge Cruz e o Ford Escort RS 2000 de Luís Liberal. O Porsche 911 RSR da categoria H75 levou a melhor sobre o BMW 323i da categoria H81 e o carro do Grupo 1 de Luís Liberal.

Outra luta interessante desenvolveu-se entre o Alfa Romeo 1750 GTAm de João Paulo Lima e o BMW 2002 Ti de Simplício Pinto, que acabou com um toque entre os dois. O BMW fez um pião e o piloto do Alfa Romeo partiu em busca do Porsche 911 RSR de Cláudio Vieira. Não conseguiu, mas ficou num excelente 7º lugar à geral.

Contas feitas às classes, Rui Costa (Ford Escort RS 1600) venceu entre os H75, seguido de Rui Alves (Ford Escort RS 1600) e de Mario Meireles (Porsche 911 RSR). Foram, também, os três primeiros classificados.

Nos H81, vitória e um 4º lugar à geral para Jorge Cruz (BMW 323i), enquanto que no 5º lugar à geral ficou o vencedor do Grupo 1, Luís Liberal (Ford Escort RS 2000). Os H71 foram ganhos por João Paulo Lima (Alfa Romeo 1750 GTAm) enquanto o Grupo 5 foi ganho pelo BMW 2002 Ti de Marco e Simplício Pinto.

Referencia final aos abandonos de Filipe Nogueira (Ford Escort RS 2000), Carlos Fernandes (BMW 2002 Ti), Pedro Poças (Porsche 924) e João Cruz (Ford Escort RS 1600).

O Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos está de regresso nos dias 25 e 26 de setembro com o ACDME Race Weekend a disputar-se no Autódromo do Estoril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.