Boas corridas no regresso do Kia GT Cup ao Circuito Vasco Sameiro

0

Euforia! É este o sentimento que paira na comitiva do Kia GT Cup após a passagem pelo traçado bracarense do Circuito Vasco Sameiro. A justificá-lo estão duas corridas repletas de emoção, que lançaram para a ribalta novos valores e deixaram em evidência o talento ao volante dos pilotos que participam na competição promovida pela CRM Motorsport e a Kia Portugal.

As pequenas margens que haviam definido a grelha de partida das três categorias em disputa (Pro, Club e Júnior) deixavam em perspetiva um Domingo ao mais alto nível. E a verdade é que as duas contendas do fim-de-semana não defraudaram, entusiasmando os adeptos e convidados presentes no Braga Racing Weekend promovido pela Associação Nacional de Pilotos de Automóveis Clássicos (ANPAC).

VOLTE-FACE AO CAIR DO PANO

Arrancando do 1º lugar para a Corrida 1, Manuel Gião aproveitou a melhor posição de saída para se colar no comando da prova, embora fortemente pressionado por Pedro Alves, que, por sua vez, conseguia manter, também, o 2º lugar com que havia recebido a bandeira verde. Atrás deste trio seguiam Francisco Carvalho, que havia passado para a frente de Alex Areia, João Aguiar-Branco e Hugo Araújo.

Na categoria Club, surpresa com a passagem para a liderança de Manuel Rodrigues de Sousa, à frente do regressado Tiago Madeira e do pole-sitter Gonçalo Inácio, que admitiu ter realizado uma má partida. Já entre os pilotos da categoria Júnior, era Orlando Batina, que saíu do 3º posto, a ocupar o comando da corrida, à frente de Pedro Pinto e Gustavo Moura Jr. Depois de ter realizado a volta mais rápida na Q1, Manuel Alves viu-se demasiado cedo arredado desta primeira corrida, acabando por desistir.

Enquanto se assistia a uma batalha frenética no miolo do pelotão entre Pompeu Simões, Samuel Teixeira e Vítor Fernandes(categoria Club), e confrontos entusiasmantes entre Rafael Antunes e Miguel Lourenço (categoria Júnior), o comando da prova registava poucas alterações.

Pedro Alves bem tentou, mas mostrou-se incapaz de acompanhar o ritmo imposto por Manuel Gião, ao passo que Francisco Carvalho sofria a ameaça constante de Alex Areia, determinado em recuperar a posição perdida no início da corrida. Já na categoria Club, o suspense era cada vez maior sobre o vencedor, uma vez que Manuel Rodrigues de Sousa, que pela primeira vez liderava uma corrida na competição, Tiago Madeira e Gonçalo Inácio andavam muito próximos uns dos outros.

Na Júnior, idem aspas, com Gustavo Moura Júnior a reduzir a diferença de cerca de 2,5s que o separava do 2º classificado e Pedro Pinto a fazer tudo o que estava ao seu alcance para encurtar os 5 décimos que o afastavam do comando de Orlando Batina. O jovem Tomás Guedes, rookie no Troféu, seguia com um ritmo consistente no 4º lugar.

Quanto tudo parecia definido, eis que os derradeiros cinco minutos de prova vieram dizer o contrário: mesmo ao cair do pano, Alex Areia conseguiu ultrapassar Francisco Carvalho e garantir o 3º lugar do pódio da categoria Pro, ao passo que Gonçalo Inácio fez ainda melhor e passou de uma assentada Tiago Madeira e Manuel Rodrigues de Sousa para manter o pleno que até agora tem sido capaz de amealhar na categoria.

Na Júnior, emoção até ao fim entre Orlando Batina, Pedro Pinto e Gustavo Moura Júnior, grupo que demonstrou uma rapidez notável ao ocupar também as três primeiras posições à geral entre os pilotos do Kia Picanto GT. Para a história ficou então o 3º triunfo da temporada para Manuel Gião na categoria Pro, o 4º pódio de Pedro Alves (primeira vez em que o fez no 2º posto) e o 3º pódio de Alex Areia (desta feita, estreando-se no 3º degrau). A 1,2s de entrar neste grupo terminou Francisco Carvalho, à frente de João Aguiar-Branco e o Guest Hugo Araújo, que cumpriu apenas 12 voltas ao volante do Kia Ceed GT.

Na categoria Club, 5º triunfo de Gonçalo Inácio, 2º pódio de Manuel Rodrigues de Sousa e 1º pódio de Tiago Madeira. Terminaram atrás destes pilotos Vítor Gouveia, Pompeu Simões, Samuel Teixeira, André Regueiro e Vítor Fernandes.

Entre os Juniores, destaque para o 1º triunfo de Orlando Batina em 2021, o 4º pódio de Pedro Pinto e o 5º de Gustavo Moura Jr. Atrás deste trio, classificaram-se Tomás Guedes, Rafael Antunes e Miguel Lourenço. Manuel Alves cumpriu apenas duas das 17 voltas da corrida.

FINAL EMOCIONANTE

Apesar de Alex Areia, desta feita, partir da pole-position para a Corrida 2, o piloto da Speedy Motorsport não teve vida fácil para garantir aquela que seria a sua 2ª vitória da temporada na categoria Pro. No arranque, Manuel Gião saiu melhor, passando para o comando no final da curva 1, enquanto Francisco Carvalho, que saía do 3º posto, procurava seguir a toada do novo líder. Fazendo uso da sua enorme experiência, o piloto da Veloso Motorsport (Carvalho) posicionou o Ceed #3 o mais à direita possível na travagem. Mas Areia defendeu-se magistralmente, acabando por segurar o lugar.

Pedro Alves ocupava o 4º posto, à frente de João Aguiar-Branco e de Hugo Araújo, convidado da Kia Portugal que procurava ambientar-se o mais possível ao Ceed GT neste seu segundo contacto com o carro. Mas o piloto vilarealense (Alves) capitalizou na luta entre Areia e Carvalho para surpreender o segundo e passar para o 3º lugar.

Entre os pilotos ao volante do Picanto GT, Gonçalo Inácio liderava à geral e na categoria Club, e Manuel Alves fazia o mesmo na categoria Júnior. A corrida acabaria por ser interrompida logo depois, para retirar com segurança Orlando Batina do seu carro, com um contratempo a arredá-lo desta luta e da possibilidade de repetir o triunfo obtido na Corrida 1.

No seu retomar, duas voltas depois, a classificação dos Ceed GT mantinha-se inalterada. Na Club, Gonçalo Inácio era fortemente pressionado por Francisco Matos Gil, que galgava a reduzida diferença que separava os dois pilotos. O piloto da Gianfranco Motorsport acabaria mesmo por passar para o comando, após a entrada nas boxes do líder da categoria, quando faltava uma volta para o fim da corrida. Mas esse facto em nada esmorece a evolução realizada por Matos Gil ao longo da época.

Entre os Juniores, Manuel Alves continuava a dar cartas, mas Gustavo Moura Jr. mostrava-se inconformado com essa situação, acabando mesmo por passar para a liderança quando faltavam menos de cinco minutos para o final da prova. A maior surpresa estava mesmo reservada para a penúltima volta da corrida, quando Alex Areia ultrapassou Manuel Gião e entregou o triunfo na categoria Pro à Speedy Motorsport.

Em mais uma corrida de cortar a respiração, e depois de uma brilhante contenda de abertura, Alex Areia, Manuel Gião e Pedro Alves garantiram então nova ida ao pódio, à frente de Francisco Carvalho, João Aguiar-Branco e o Guest Hugo Araújo.

Na Club, Francisco Matos Gil celebrou com a sua equipa o primeiro triunfo da carreira no Kia GT Cup, à frente de Pompeu Simões e o rookie Vítor Gouveia — pilotos que subiram ao pódio pela 1ª vez esta temporada. André Regueiro ficou a apenas 3 décimos do 3º posto, concluindo a prova à frente de Miguel Martins, Manuel Moura Teixeira, Luís Lourenço e Gonçalo Inácio.

Já a categoria Júnior contou com uma estreia no lugar mais alto do pódio em Gustavo Moura Jr., que aguentou a pressão de Manuel Alves para vencer pela primeira vez no Kia Picanto GT. O 3º lugar foi ocupado por Pedro Pinto, que amealhou mais um pódio importante para as contas do campeonato, na dianteira de Tomás Guedes, Rafael Antunes e Miguel Lourenço.

Após o sucesso desportivo e extra-desportivo desta 3ª etapa do calendário, com o regresso do público às provas de automobilismo e concretamente ao paddock do Kia GT Cup, João Seabra e Tiago Raposo Magalhães enalteceram o desempenho dos carros, equipas e pilotos que participam na competição.

Para o Diretor-Geral da Kia Portugal, “os Ceed e Picanto GT demonstraram novamente a diversão que caracteriza estes carros, ao passo que os protagonistas, que são os pilotos e as suas estruturas técnicas, entregaram dezenas de momentos emocionantes em todas as sessões oficiais do programa desportivo do Braga Racing Weekend”.

“O corolário de um fim-de-semana perfeito em que tivemos 6 vencedores distintos e 13 pilotos a marcarem presença no pódio foi mesmo a qualidade das duas corridas, marcadas pela indefinição do resultado até à bandeira de xadrez. Parabéns a todos os envolvidos!”, concluiu o CEO da CRM Motorsport.

Decorrida esta passagem pelo Circuito Vasco Sameiro, a ação competitiva do Kia GT Cup regressa no fim-de-semana de 6 e 7 de Novembro, rumando a Espanha e ao Circuito de Jerez de La Frontera para a penúltima jornada da época 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.