Évora recebeu jovens pilotos da Mini Velocidade

0

Com três dezenas de pilotos em pista distribuídos pelas diversas categorias em competição foi também na companhia de elevadas temperaturas que se desenrolou no passado Domingo a segunda prova do Mini-Velocidade 2021.

O cenário foi o carismático kartódromo de Évora, mais uma vez a receber os pilotos mais jovens da velocidade nacional para um dia de muita competição, algumas estreias e também arranque da MiniGP World Series Portugal.

Com o paddock a fervilhar de alegria e vontade de competir o Motor Clube do Estoril mais uma vez assegurou o desenrolar em segurança de todo o evento, sempre com um fantástico ambiente a ‘temperar’ a jornada.

Na pista não faltou animação e mais uma vez ficou claro que as mais pequenos não falta ambição e vontade de crescer.

Na classe mais pequena – as Minimotos 4.2 – foram cinco os pilotos em pista e no final a vitória foi para Luis Henrique. O pequeno piloto bateu o vencedor da primeira corrida, Lucas Gaspar e dividem agora a liderança da classificação geral com 45 pontos ambos. Afonso Henriques foi desta feita o terceiro na frente de Carlos Almeida e João Cancelinha.

Nas IMR 90, a moto que deu origem ao projecto Velocidade 2020, foi Carlos Hermosa quem venceu face a João Freire e Gabriel Romeiro, uma prestação que permite a Hermosa manter a invencibilidade na classe. Henrique Luis foi o quarto na frente de João Cancelinha. De destacar os oito pilotos que estiveram na pista alentejana.

Nas Open 110, divididas entre as versões de caixa automática e caixa manual, a vitória foi na primeira para Tomás Santos, deixando Tiago Tomé na segunda posição. Estes dividem agora a liderança da classificação geral com 45 pontos ambos. Henrique Vicente foi o terceiro na frente de Maria Gouveia e Afonso Henriques. Nas motos com caixa de accionamento manual a primeira posição foi para Gonçalo Melo que voltou a ter em Shengbo Sun o seu rival mais próximo. Carlota Carochinho foi a terceira classificada na frente de Guilherme Alves.

Nas Moto5 nova vitória para Pedro Matos, desta feita na frente de Vasco Camoesas e Gonçalo Capote. Com sete motos em pista o quarto classificado foi David Dias com Martim Garcia a ser o quinto num dia em que vários foram os pilotos que pela primeira vez estiveram na competição.

Nas MiniGP World Series, a nova fórmula promovida pela Federação Internacional de Motociclismo e Dorna, o vencedor foi Pedro Matos em ambas as corridas realizadas, sempre na frente de Martim Marco e Vasco Camoesas. Esta classe utiliza as rápidas e irrequietas Ohvale com motor de 160cc de capacidade e na quarta posição terminou Carlota Carochinho, na frente de Lourenço Vicente na primeira corrida e Frederico Guimarães na segunda. Esta categoria irá apurar um piloto que estará numa final mundial aquando da derradeira prova do mundial MotoGP em Valência e cujo vencedor irá ter acesso a uma das categorias integradas no programa ‘Road to MotoGP’ promovido pela Dorna.

A próxima prova da MiniVelocidade será realizada no dia 19 de Setembro no Kartódromo de Santo André.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.