Miguel Oliveira sem sorte na Áustria

0

No regresso do campeonato do mundo MotoGP às pistas, o Red Bull Ring recebeu hoje a primeira de duas corridas válidas para o mundial, uma prova marcada por uma bandeira vermelha logo no início que forçou a uma nova partida.

Na 12ª posição da grelha de partida, Miguel Oliveira enfrentou a concorrência mesmo com uma fissura no Rádio da mão direita e, depois do arranque, rapidamente encontrou forma de se instalar na 10ª posição e aspirar a mais que isso. Mas um problema no pneu dianteiro da sua RC16 forçou-o a abandonar a 12 voltas do final.

‘Estou desapontado por não terminar a corrida. Senti que a ‘segunda’ corrida estava a correr um pouco melhor para mim, consegui encontrar melhores linhas e ganhar algumas posições. Atrás do Brad [Binder] estava a gerir os pneus até começar a sentir muita vibração, pelo que tive de abandonar a corrida com um problema num pneu. É desapontante, porque sinto que todo o esforço foi em vão, para nada. Não teríamos conseguido o melhor resultado este fim‑de‑semana ,mas poderíamos ter terminado com um bom ‘top-ten’ depois de tudo o que aconteceu’.

Dorido, mas sem nunca virar costas ao desafio, Miguel Oliveira merecia muito mais do que um abandono prematuro, mas conserva a sétima posição no campeonato. Quanto à lesão que condicionou todo o fim‑de‑semana, o piloto de Almada não esconde as melhorias sentidas e é com confiança que enfrenta uma semana de recuperação antes do próximo GP.

‘O pulso está a melhorar de dia para dia e tudo o que estamos a fazer na sua recuperação está a resultar. Espero poder recuperar a melhor forma possível ao longo da semana, antes da segunda corrida aqui em Spielberg’, concluiu.

Na próxima semana Miguel Oliveira regressa ao traçado onde venceu pela primeira vez na categoria, para enfrentar a segunda prova consecutiva no circuito austríaco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.