Dificuldades técnicas comprometem vitória de Ricardo Andrade em Portimão

0

Esteve longe de ser ideal a participação de Ricardo Andrade e da equipa Ducati Lisboa Motoimpek, após duas corridas assombradas por dificuldades técnicas na sua Panigale V4R, comprometendo duas possíveis vitórias na Copa Dunlop Motoval, em Portimão. O Autódromo Internacional do Algarve recebeu a primeira de duas provas agendadas para 2021 do Campeonato Nacional de Velocidade, onde uma vez mais os pilotos da Classe 2 (1000cc) da Copa marcaram presença para disputarem duas corridas, repartidas pelos dois dias de evento.

Ricardo foi o mais rápido na sessão de treinos livres, assim como nas três sessões de qualificação ‘Superpole’ mas, na primeira corrida, chegava a hora das primeiras dificuldades. Um erro de sensor na roda traseira da rápida Panigale originou um erro na caixa de velocidades, fixando a V4R na 4ª marcha. Andrade não evitou uma queda pouco depois, recuperando rapidamente para retomar a corrida, descendo no entanto à décima posição, quando discutia a vitória. Perante as adversidades, a moto #81 recuperou para cruzar a linha de meta na sétima posição.

No Domingo, o dia começou com a sessão de ‘warm-up’ e os problemas persistiram. Devido à fadiga imposta por Andrade no selector de marchas no dia anterior, eram revelados novos indicadores de problemas para a segunda corrida, com a moto a falhar algumas passagens de caixa. Ainda assim, Ricardo manteve a luta pela vitória acesa até perto do final da prova, mas foi incapaz de suster o andamento do seu principal adversário, cedendo novamente a liderança, finalizando o evento na terceira posição, numa Ducati visivelmente em dificuldades.

À saída de Portimão, a liderança da Copa está agora a 11 pontos de distância, invertendo os papéis quando a Copa completa a primeira metade do calendário, restando um regresso ao traçado algarvio e tendo o seu término com duas jornadas a disputar no Circuito do Estoril. A equipa Ducati Lisboa Motoimpek tem agora a sua tarefa redobrada em termos de esforço, numa altura em que já trabalham na recuperação dos pontos perdidos, assim como na retoma da liderança dos pontos na Classe 2, já para a próxima prova.

Ricardo Andrade #81
“Chegámos a Portimão com a ambição de vencer e manter a liderança na Copa Dunlop Motoval. Infelizmente, devido a problemas técnicos, deixámos escapar essa vantagem. Durante o fim-de-semana não percebemos a 100% qual era o problema, mas depois de analisarmos toda a informação, percebemos qual foi a causa dos problemas. Foi uma sequência de situações que originaram estas falhas, a queda e os resultados que não esperávamos, mas resolvemos tudo e já estamos a trabalhar para a próxima corrida em Portimão!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.