Campeonatos de Portugal de Ralicross e de Kartcross prosseguem em Montalegre

0

As lutas do RX Portugal by Diatosta estão de volta a Montalegre para um fim-de-semana que se espera muito disputado e que pode ser determinante para a segunda metade da época.

Depois de um arranque algo conturbado, como aconteceu com praticamente todas as modalidades desportivas aquém e além-fronteiras devido à pandemia da Covid-19, os Campeonatos de Portugal de Ralicross e de Kartcross by Diatosta estão de volta à pista para mais uma ronda competitiva, esta a cargo do Clube Automóvel de Vila Real.

Um mês e meio após a primeira visita à incontornável pista de Montalegre, o RX Portugal by Diatosta está de volta ao traçado transmontano e com muitas lutas em perspectiva em todas as categorias.

Começando pelos Super Cars, o desaire de Oscar Ortfeldt há pouco mais de duas semanas na pista do Alto do Roçário, abriu a porta a trocas de posições na frente da classificação e trouxe nova emoção à luta pelo título. Muito regular desde o início do ano, isto apesar de alguns contratempos, que também sentiu na última jornada, Joaquim Santos chega a Montalegre na frente da tabela pontual, com praticamente 30 pontos de margem sobre o italo-sueco, isto enquanto o Campeão em título José Lameiro recuperou terreno após a primeira vitória da época e está a meros oito pontos do intermédio do pódio. Argumentos mais que suficientes para assegurar dois dias de emoções fortes na categoria rainha do Ralicross.

Outra frente que promete fortes lutas é as 2 Rodas Motrizes. Com apenas 12 pontos de margem, Celmo Guicho lidera a tabela de pontos e deverá tentar repetir o triunfo da primeira jornada. Contudo, Luís Carvalho, que é segundo, tem feito da regularidade a receita para a temporada. Mas não é tudo, já que logo atrás, a cinco pontos de distância, surge Adão Pinto, o vencedor da última ronda da época, com Andreia Sousa, Bruno Campos e Fernando Silva muito próximos, com apenas 12 pontos a separar o quarteto.

Já nos mais novos, a vantagem é de Jorge Rego. Invicto este ano e com o pleno de pontos somado, o piloto totaliza 144 pontos, mais 23 que Gonçalo Novo, que vai tentar encontrar os argumentos necessário para quebrar o bom momento de forma de Rego. Também interessante de seguir será a luta pelo terceiro posto absoluto, com Gonçalo Rocha a apresentar-se em vantagem, mas com apenas Rafaela Barbosa e André Monteiro logo colados, com meros cinco pontos de diferença entre os três.

Enquanto isso, na Nacional 1.6, o centro das atenções deverá está na luta pela segunda posição. Isto porque com 30 pontos de vantagem, André Ribeiro lidera com grande margem, algo que já não se pode dizer dos que vêm atrás. Com oito pontos entre segundo e quinto classificados, Leandro Macedo terá de se aplicar para defender o intermédio do pódio dos mais que esperados ataques de Jorge Costela (a um ponto), Telmo Costa (a quatro) e Pedro Rocha (a oito).

Por seu turno, a categoria mais disputada e concorrida do Campeonato de Portugal de Ralicross by Diatosta continua à espera de decisões após os vários protestos apresentados na sequência da corrida do Alto do Roçário, pelo que a classificação da Super 1600 está suspensa.

Já no Kartcross, tudo está em aberto. Alexandre Borges regressa à catedral do Ralicross nacional na frente da tabela de pontos, mas depois do triunfo na ronda de abertura da época, ainda não logrou mais vitórias, o que contribuiu para o aproximar dos rivais. Luís Almeida, que ainda não garantiu um triunfo, tem sido muito regular e está em segundo a apenas três pontos da frente, mas Rui Nunes, também ele em busca da primeira vitória, não está muito longe, em terceiro, a seis pontos. Ainda assim, não será apenas sobre estes que estarão todos os olhos, já que Jorge Gonzaga, vencedor da última ronda, é quarto, a oito pontos de Nunes, e Santinho Mendes, vencedor da primeira visita a Montalegre, está de regresso à acção depois de ter falhado a pretérita jornada para efectuar o teste final de piloto de aviação comercial.

Estão assim lançados os dados para o que se espera ser um fim-de-semana repleto de emoções fortes, com as Verificações Administrativas e Técnicas a terem lugar na sexta-feira e a acção em pista a estender-se entre os dias de sábado e domingo. Um fim-de-semana em que todos os intervenientes vão ter de apresentar teste negativo à Covid-19 no que será um ensaio com vista ao Mundial que se disputa na mesma pista em Outubro próximo, também ele com a chancela organizativa do Clube Automóvel de Vila Real.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.