Manuel Pinto ficou a um lugar do pódio

0

Realizou-se no passado fim de semana, 3 e 4 de julho, o Ralicross de Sever do Vouga. Esta foi a terceira prova do Campeonato de Portugal de Ralicross e a segunda para o piloto do Opel Astra, Manuel Pinto.
Pinto começou a época nos ralis e voltou para o Ralicross na prova em Montalegre, em boa hora o fez, até porque piloto e equipa estão contentes com os resultados e muito satisfeitos com o ambiente no paddock.

No Circuito do Alto do Roçario, numa divisão com quase dúzia e meia de concorrentes, Pinto sabia que não teria a vida nada facilitada, ainda a recuperar o ritmo alucinante do Ralicross, o piloto esteve à altura dos acontecimentos.
Conquistou um excelente segundo lugar à geral, na quarta corrida de qualificação, a poucas milésimas do vencedor. Faltava as meias-finais, onde tudo pode ser deitado a perder. No entanto o piloto rodou seguro e sereno.

Era seu o quarto lugar para a grelha de partida da final, arrancava da segunda linha. Uma posição muito boa para o piloto. Dada a partida, assume o sexto lugar, conquistando posições até ao final da corrida, terminando em quarto, colado ao terceiro classificado.

Em forma de resumo, o piloto de Gondomar, começou por dizer. “Foi um fim de semana de muito emotivo, tive alguns dissabores em pista que me prejudicaram. Mas é tempo de pensar na prova de Montalegre, onde vou dar o meu melhor”. Quando questionado com a sua continuação no Ralicross, Pinto esclareceu. “Não está fora de questão, claro que o Astra não foi feito para Ralis, por isso vou conversar com a equipa e pensar em alternativas. Mas basta ver a forma como a equipa está satisfeita, para saber que vai ser difícil voltar aos Ralis”. Rematou o piloto com um sorriso.

A próxima prova é já nos dias 24 e 25, no Circuito Internacional de Montalegre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.