Manuel Pinto passa dos Ralis para o Ralicross

0

O piloto de Gondomar, Manuel Pinto, não é um estreante no Ralicross. Já lá vão algumas primaveras desde que trocou as pistas pelos troços de Rali.

Pinto começou a época 2021 no Rali, inscreveu-se no Rali de Castelo Branco, onde ficou de fora, devido ao limite de inscrições. Com uma viatura com pergaminhos no Ralicross, o Opel deu a Joaquim Santos muitas alegrias, e com compromissos assumidos com os seus patrocinadores, era imperativo ponderar sobre fazer um campeonato em que poderia ficar de fora. A escolha da modalidade acabou por ser clara e simples.

O Opel Astra, com o motor preparado pela Da Luz Portugal, apresenta-se como uma viatura competitiva para a Nacional 2RM. Olavo Ribeiro, explicou. “O carro tem tudo para ser competitivo, estamos agora a fazer umas pequenas alterações de ‘setup’, mais especificas para Ralicross. Curiosamente, o Opel vai voltar às origens”.

Cauteloso, mas entusiasmado, o piloto justifica a opção. “Não posso, com compromissos assumidos, estar pendente do número de inscritos no rali. O Ralicross até é mais barato, e tem mais convívio. Claro que é uma modalidade diferente, mas sei que o carro está à altura”. Continuou com um sorriso. “Vamos ver se o piloto ainda tem ritmo para o Ralicross”.

Inscrito no Campeonato de Portugal de Ralicross, Manuel Pinto, parte com uma prova sem pontuação, a primeira do campeonato, mas com a certeza de que nada está perdido. A luta vai ser grande e por isso mais emotiva.

O Ralicross de Montalegre disputa-se este fim de semana, no circuito barrosão. Sem público nas bancadas, devido à pandemia, a prova pode ser acompanhada nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.