EKO/Birel ART Portugal vence em duas categorias no Rotax Max Challenge Portugal

0

A Escola de Karting do Oeste (EKO) – em parceria com a Birel ART Portugal – decidiu esta época apostar numa nova competição, o Rotax Max Challenge Portugal, cujos vencedores ficam apurados para o ‘Mundial’ da especialidade, competição que reúne 360 pilotos de 60 países e que este ano será disputado entre 4 e 11 de dezembro, no Circuito Internacional do Bahrain, localizado ao lado do famoso circuito de Fórmula 1, em Sakhir.

Na prova de abertura da competição, disputada no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, por quase 60 pilotos, distribuídos por sete categorias, a equipa sedeada no Bombarral apresentou cinco novos pilotos e venceu duas categorias.

Na DD2 Master, cujos karts estão equipados com caixa de velocidades, categoria destinada a pilotos com mais de 32 anos, o belga Fabio Kieltyka, apesar de ter 41 anos de idade e não ter, naturalmente, a mesma performance que o levou a sagrar-se campeão no seu país e a conquistar um 4.º lugar no Mundial Iame, na pista francesa de Le Mans, rapidamente se adaptou ao traçado algarvio que desconhecia por completo. O piloto nascido em Liège não teve muita sorte no arranque das duas Finais, mas, apesar de ter perdido algumas posições, no decorrer das duas corridas mostrou que continua rápido e bateu toda concorrência, conquistando o lugar mais alto do pódio na categoria DD2 Master. “O Fabio só treinou no sábado e ficou a 4 décimas do piloto mais rápido da DD2. Pode lutar pelos lugares da frente na DD2, para além de vencer na DD2 Master, que é o seu principal objetivo”, sublinhou Nuno Inácio, responsável pela EKO/Birel ART Portugal.

Charles Delbrassine, desafiado pelo seu compatriota Fabio Kieltyka, apesar de ter 60 anos de idade, também disputou a categoria DD2 Master, depois de experimentado pela primeira vez um kart há três meses, no KIRO- Kartódromo Internacional da Região Oeste, no Bombarral. O belga gostou da nova aventura e foi 4.º classificado, mas o seu objetivo é acompanhar a sua filha Aya, que tem apenas 9 anos de idade e teve igualmente o seu primeiro contacto com um kart há três meses. No traçado algarvio, a jovem belga continuou com a sua aprendizagem e foi 2.ª classificada na categoria Micro-Academy, destinada a jovens dos 6 aos 10 anos, que nunca tenham competido oficialmente.

Salvador Trindade – que foi 3.º classificado no Mundial de 2019 em Nápoles na categoria Micro-Max – venceu a categoria Mini-Max. A parte inicial da prova não correu lhe bem, mas depois impôs-se nas Finais 2 e 3 e conquistou o lugar mais do pódio.

Na categoria Sénior Max, a mais concorrida com 18 pilotos, Frederico Peters – apesar de não estar habituado às competições Rotax – venceu a Final 1. Contudo, um incidente de corrida na Final 2, forçou-o a desistir, sendo 6.º classificado na prova algarvia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.