João Fernandes regressa ao Karting e logo para competir na exigente X30 Sénior

0
  • Piloto de Coimbra encarou a Taça de Portugal como um ‘shakedown’ para 2021

Aos 35 anos, João Fernandes – arquiteto de profissão – está de regresso às principais competições de Karting, ao mesmo tempo que prepara uma incursão pela Porsche Super Cup este ano. O piloto de Coimbra vai disputar o Campeonato e a Taça de Portugal de Karting 2021, assim como o Easykart Portugal, cujo vencedor fica qualificado para o Mundial da especialidade, que habitualmente se realiza em Itália.

Quase 20 anos depois, João Fernandes regressou aos grandes palcos do Karting nacional e logo para disputar a emblemática Taça de Portugal na exigente e concorrida categoria X30 Sénior, no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão. Mas esta não será a única competição que o piloto de Coimbra irá disputar em 2021, tendo servido como uma espécie de ‘shakedown’ para o programa desportivo que delineou para esta época.

Já nos próximos dias 10 e 11 de abril, em Viana do Castelo, João Fernandes vai alinhar na jornada de abertura do Campeonato de Portugal de Karting, que depois passará pelas pistas de Leiria, Baltar, Bombarral e Braga.

Entretanto, o piloto de 35 anos também vai disputar o Easykart Portugal – e tentar a qualificação para o Mundial –, para depois concluir a época no início de novembro, em Leiria, com a discussão de mais uma Taça de Portugal.

“O Karting é para mim uma paixão que surgiu quando eu tinha apenas seis anos. Em 1991, na altura da Queima das Fitas, improvisaram uma pista de Karting no largo da Universidade de Coimbra e eu experimentei. A partir daí, o ‘bichinho’ ficou instalado. Depois de em 1999 ter ganho a Corrida dos Campeões na Figueira da Foz, dois anos mais tarde integrei a equipa oficial do Diário de Coimbra, através da qual venci as 2 horas de resistência no Pombal. E, no ano seguinte, juntamente com o Bianchi Prata (que na altura já só pensava no Dakar), venci o Grande Prémio da Queima das Fitas, emblemática competição na altura e que se realizou no Euroindy-Kartódromo da Batalha”, recordou-nos João Fernandes, que passou a ser um dos nomes sonantes da disciplina e em 2002 preparava-se para dar o salto o Campeonato da Europa CIK-FIA.

“É verdade. Na altura, eu já tinha tudo praticamente preparado para correr nas principais pistas da Europa, juntamente com outro piloto que disputava o Campeonato Nacional. Contudo, nesse ano, faleceu o meu avô e ele tinha-me pedido que eu me formasse em Arquitetura. Naturalmente, interrompi as corridas de Karting e formei-me em Arquitetura para cumprir o desejo do meu avô”, frisou.

O tão desejado regresso

Contudo, João Fernandes manteve sempre acesa a paixão pelo Karting e depois de uma breve experiência em 2020 no Easykart Portugal, decidiu traçar um programa desportivo para 2021.

“A vida passa a correr e não devemos adiar sonhos. Por isso mesmo, já disputei a Taça de Portugal (relativa a 2020, adiada para março deste ano devido à pandemia) e vou continuar. A experiência na Taça de Portugal, em Portimão, pista que desconhecia por completo, foi fantástica. Eu com 35 anos – no meio de tantos jovens talentos com idades entre os 14 e os 19 anos – consegui terminar a prova (muito exigente) na 19.ª posição, apesar de pouco me ter preparado para ela. Mas mais importante do que a classificação que obtive, foi ter evoluído e verificado que estava a rodar nos tempos do top-10, o que para mim é já uma vitória, dado que regressei à competição 19 anos depois e já com 35 anos. Mas tudo isto também foi possível graças à EKO/Birel ART Portugal, equipa chefiada pelo Nuno Inácio e, em particular, graças ao Nuno Maia, mecânico que sempre acreditou que eu iria ter uma atuação à altura de uma Taça de Portugal e perante um forte e experiente pelotão da categoria X30 Sénior, a classe rainha do Karting em Portugal. O regulamento do Campeonato de Portugal de Karting de 2021 deverá incluir a categoria X30 Master – como existe noutros países para pilotos com mais de 32 anos – e o meu objetivo é ser campeão nacional nessa classe”, sublinhou João Fernandes que, entretanto, está a definir um programa que lhe permita disputar também este ano a Porsche Super Cup, que vai passar pelas pistas do Algarve, Jarama (Espanha), Estoril e Braga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.