Portugal com a maior queda de mercado, na união europeia, nos dois primeiros meses do ano

0

Foram ontem publicados os números de vendas de veículos automóveis na União Europeia. Portugal, no conjunto dos meses de janeiro e fevereiro, teve a maior queda percentual (-47,1%) de vendas, dos vinte e sete países da União Europeia. No total do mercado da U.E., a quebra neste período foi de 21,7%.

No mês de fevereiro, com o agravamento causado pelo encerramento dos stands de automóveis, a descida do nosso mercado foi ainda superior ( -59%) à verificada na União Europeia, que foi de -19,3%. Já no ano de 2020, o mercado automóvel em Portugal teve a terceira maior queda percentual em toda a União Europeia.

Como a ACAP tem, insistentemente, referido é necessário que o Governo adopte rapidamente medidas de estímulo à procura no nosso sector, como fizeram os outros países.

O facto de os outros mercados, terem vindo a ter quedas sempre inferiores à nossa, resulta do facto de os Governos desses países, terem avançado com programas de renovação do parque automóvel assim como com o aumento do incentivo à compra de veículos electrificados.

Em Portugal, o Governo não só não tomou qualquer medida de estímulo à renovação do parque automóvel como, ainda, recentemente reduziu os incentivos para a compra de veículos eléctricos e, no Orçamento para 2021 e como é sabido, eliminou os benefícios fiscais para os veículos híbridos convencionais e restringiu o acesso aos benefícios para os híbridos plug-in!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.